terça-feira, outubro 20, 2009

Eu também sou muito culto, tá?

Entre ontem e hoje já perdi a conta à quantidade de posts que vi noutros blogs só a dizerem que as pessoas que os escreveram já compraram Caím, o novo livro de Saramago. Tirando aquelas pessoas que já costumam fazer posts a dizer que livros compram, todos os outros deixaram uma sensação de ridículo em mim.
Não sei o que é que essas pessoas esperam ao dizerem que já adquiriram o tão falado livro. Os meus parabéns? Os meus pêsames? Uma gargalhada minha? Confesso que não percebo. Mas não tem mal, aposto que ninguém fez esses posts para eu perceber. E provavelmente nem eles perceberam, apenas acharam giro e que os faria parecer mais cultos.
Quanto ao livro em si, acredito que seja bom mas não me interessa minimamente. Só pela figura que o escreveu, está dispensado. Até pode ser bom escritor, mas para mim, no caso dele, isso não chega.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

38 Comentários:

Gi disse...

Estão à espera que tu ganas: caim, caim.

Já sabes o que penso sobre o senhor.

RED disse...

Olha, eu cá partilho da mesma opinião, porque ele já (em tempos tentei!) não marcha nem com molho de tomate. Mas a minha opinião não conta para nada, eu sou uma gaja muito inculta.

ADEK disse...

Nunca li nada dele. Tentei o "Todos os Nomes" mas não me prendeu e não consegui acabar. Mas cá tenho a minha "cultura" na mesma, não quero saber:P

sardanisca disse...

Li um pequeníssimo excerto sobre um cão e achei engraçado.

Maldonado disse...

Não te chega porquê? Pelo facto de ser ateu e comunista?

afectado disse...

gi, sei sim senhora :)

afectado disse...

red, e com carbonara? :P

afectado disse...

adek, eu não o ler nem me admira muito. admira-me muito mais um amigo meu que devora livros atrás de livros dizer que não o consegue ler. no caso dele é uma questão de gosto, suponho.

afectado disse...

sardanisca, não digo que não o seja.

Gabriella Monferrato disse...

Mas quem é que lê Saramago e gosta ao ponto de o postar no blogue? Concordo que gostam é de parecer cultos.

afectado disse...

maldonado, esse é o tipo de coisas que comigo não colhe.

primeiro porque eu sou perfeitamente capaz de ler e ouvir coisas de pessoas com ideologias diferentes das minhas. poderia dar inúmeros exemplos desses para dar. saramago não é, como é óbvio, um deles.

segundo porque ele é ateu, e eu sou agnóstico, é assim tão dramática a diferença? ele é comunista, e se é verdade que eu não o sou, não é menos verdade que alguns dos meus melhores amigos o são. que achas que eu faço? evito-os? não falo com eles? pois, não tenho qualquer problema com isso. e também teria que renegar familiares meus que também são comunistas. havia de ser giro se isso funcionasse assim... felizmente não sou um fanático politico.

eu convivo bem com outras ideologias, tendo algum desprezo como é natural pelas que defendem o totalitarismo... mas quem não tem?

o problema do saramago é fartar-se de dizer asneiras (na minha opinião, vale o que vale). Isto já para não falar do plágio que ele fez numa crónica no blog dele há um ou dois anos.

afectado disse...

gabriella, que o lêem é uma suposição tua :P. eu apenas os vi a colocar a capa do livro nos posts e a dizer que já o tinham comprado ou que o queriam de prenda para o natal...

Maldonado disse...

Depende do que entendes por asneiras...
Seja como for, as minhas perguntas vêm a propósito do facto de muita gente não gostar de Saramago pela ideologia que professa.
Pelo menos folgo em saber que tu és tolerante.

Daniel Monferrato disse...

Não, li e não tenciono ler. Não nutro qualquer interesse pela pessoa e pela sua obra.

Vani disse...

A tua última frase. Melhor, o teu último parágrafo: Lindo lindo lindo lindo!! ;-DDDD Não diria melhor! :D onde é que assino???

Vani disse...

E digo mais: é ele e o Lobo Antunes. E mais ainda: o Umberto Eco. Vá, vá, gritem, incultaaaa! ahahahaha, com muito gosto. Tenho pena, mas não tenho paciência para escrita que é escrita de forma a não ser entendida...é tudo muito bonito, sim senhora, grandes palavrões, grandes metáforas, grandes descrições (daquelas que nunca mais acabam e nos fazem gritar já percebi!!!!! - apesar de não se estar propriamente a perceber), quem me dera ser tão erudita assim. Infelizmente, gosto de comunicar. E isso, geralmente, pressupõe que seja entendida...
Ou, como diria outra devoradora de livros que conheço: "não gosto que gozem comigo".
E, mais. Infelizmente, quando não aprecio a pessoa, não consigo apreciar a sua obra.

Acereja disse...

Como tudo na vida gosto de gente criativa e original desde os seus ideais à sua forma de estar e vestir! Eu chego ao cúmulo de esperar que a moda passe para depois com o sossego e tempo apropriados fazer a minha decisão! Nada como ser genuíno e admitir a nossa falta de interesse em determinada temática, neste caso num livro...

Pronúncia disse...

Não admiro o Saramago como homem. Porque será que as opiniões polémicas que expressa são quase sempre nas vésperas de lançamento de um livro?!...
No entanto já li alguns livros dele. Gostei bastante do Memorial do Convento e da Jangada de Pedra, no entanto achei intragável o De Todos os Nomes (que a custo consegui acabar de ler) e o Evangelho comecei mas não consegui terminar (coisa que me lembre só aconteceu com outro livro)...
De 4 livros gostei muito de 2 e achei os outros 2 uma grande seca...

Quero só resalvar que independentemente de não o querer sequer no meu círculo de conhecido, por não o admirar como pessoa, ainda não sei como o considere como escritor, uma vez que, para mim, há um empate (2-2) entre o muito bom e o intragável.

Mas é só e apenas a minha opinião, que digo muitas vezes que não preciso de gostar de uma pessoa como ser humano, para trabalhar com ela, desde que lhe reconheça a competência e o mérito...

Dylan disse...

Sempre gostei mais do Abel...!

Miss Kin disse...

Bem, eu do Saramago só li o "Ensaio sobre a Cegueira" e porque vi o filme 1º... (Amei! Vá com a repulsa e a vergonha do ser humano à flor da pele)
Quanto aos posts, diz que as pessoas gostam de ser pseudo-intelectuais, e há que passar isso ao mundo!

afectado disse...

maldonado, em alguns casos acho que até alguém de esquerda como tu acharia isso. noutros admito que seja por não ir de encontro ao que penso. sou tolerante, tanto me dou com quem tem a certeza da existência de Deus como com quem tem a certeza da sua não existência. o mesmo em relação a ideologias, sendo que não conheço ninguém de extrema direita ao estilo PNR (e ainda bem que não).

e eu nem tenho lado politico, já votei na direita e já votei na esquerda. não tenho um voto pré-concebido. e algumas das minhas ideias são de esquerda. no entanto tenho algumas que são de direita. talvez isto seja estranho, mas as minhas ideias são o que são, não as posso mudar :)

e olha que sou fã do teu blog, não é por seres um fiel da esquerda que o passo à frente ;)

afectado disse...

daniel, nem eu.

afectado disse...

vani, obrigado :)

afectado disse...

acereja, eu não tenho qualquer problema em o admitir!

afectado disse...

pronúncia, isso também poderá ser porque ele é mais solicitado nessas alturas...

afectado disse...

dylan, do guarda? :P

afectado disse...

miss kin, então eu passo uma de inculto :)

afectado disse...

maldonado, é verdade, a maioria dos blogs onde vi fazerem posts a dizer que já tinham o livro ou que queriam para o natal eram os tais blogs de gaja de que tu falas :P

Cor do Sol disse...

Tenho 3 livros cá em casa, não consegui acabar um. Não gosto, não me cativa. E não, não me sinto menos culta por não conseguir ler Saramago, nem sequer envergonhada.

ipsis verbis disse...

Se os que falam de filmes, concertos e jogos de futebol, e mais coisas que gostam de fazer e/ou fizeram e toda a gente acha normal, por que será que quando se fala de um livro, uma exposição ou uma peça de teatro, já tem que ser uma coisa "má"? Ah! e sexista?

Estou a ver que, assim de repente, muita gente não gosta de Saramago... é para ficar bem?

Tenho alguns livros de Saramago e gostei de todos eles. Prenderam-me do princípio ao fim. Gosto do escritor.

Cor do Sol disse...

Ainda bem que eu tenho algures um post noutro blog, post antigoooo, a dizer que não consigo ler Saramago. Só para confirmar.lol.

afectado disse...

cor do sol, pelo menos ficaste com 3 bases para copos originais.

afectado disse...

ipsis, vejo que não percebeste o post. o que mais me "impressionou" foi a onda de posts (de pessoas que nunca falam dos livros que lêem) logo a seguir a toda esta polémica estalar. de repente fui transportado para a minha infância onde todos queriam estar do lado do herói que desafiava os professores. estar ao lado dele significava serem in. o fenómeno foi mais ou menos esse, com as devidas ressalvas na comparação.

olha que, assim de repente, muita gente gosta de saramago... será para ficar bem? é tão legitima esta pergunta como a que tu fizeste. sendo que eu sempre ouvi mais gente dizer que não gosta do que gosta. é sintomático.

mas exceptuando a onda de basófia cultural que se criou, eu aceito muito naturalmente que as pessoas gostem de saramago, pena as pessoas que gostam de saramago não terem a mesma flexibilidade.

afectado disse...

cor do sol, ainda bem, assim já podes evitar problemas :)

ipsis verbis disse...

afectado, eu percebi muito bem o teu post e o que querias dizer, e percebi também todos os comentários relativos ao mesmo. Mas com o teu título "eu também sou culto, tá?" só podias esperar que o sarcasmo viesse de outro lado também. Chama-se a isso, reciprocidade ou como eu prefiro dizer, you scratch mine i'll scratch yours :P
E também concordo contigo quando dizes que é in seguir-se alguma coisa que esteja em voga.
Modas há em todo o lado, até na literatura, vê lá tu! E os seus seguidores podem muito bem ser bloguistas como tu e eu.

Quanto à flexibilidade, e falando por mim, não concordo. Sou bastante flexível (e refiro-me sempre e só ao escritor e não ao homem que Saramago é)até a flexibilidade dos que dizem não gostar de Saramago, começar com: "eu não gosto do Saramago porque o gajo não põe pontuação e não consegui ler um parágrafo sequer do livro." ou "Não gosto do Saramago nem nunca hei-de ler um livro dele" ou ainda: "não gosto do gajo porque é espanhol".

Ana disse...

A Ana não gosta do Saramago!
A Ana já tentou ler Saramago e odiou!
A Ana não quer saber do novo livro do Saramago para nada!

afectado disse...

ipsis, o post não era apontado a todas as pessoas que lêem saramago, mas sim aquelas que o dizem em jeito de basófia. exemplos não faltam na blogosfera. mas é só a esses que me refiro...

eu não sei se gosto ou não dos livros dele. e suponho que irei morrer sem saber.

afectado disse...

ana, eu também não quero...

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO