quinta-feira, maio 21, 2009

Este só devia sair da prisão para o caixão

Um homem, de 65 anos, foi visto num jardim do centro da vila de Cabeceiras de Basto a acariciar os órgãos genitais de uma menina. Joana, nome fictício, de 11 anos, foi aliciada pelo sexagenário com algumas moedas.
O homem foi detido pela PJ de Braga na passada segunda-feira. Ontem, após ter sido ouvido por um juiz em primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Cabeceiras, o arguido foi libertado. Tem de se apresentar duas vezes por semana no posto da GNR e está proibido de se aproximar da menina, de quem é vizinha. [via Correio da Manhã] [os negritos são de minha autoria]

Então este filho da puta abusa da miúda e apenas tem que se apresentar no posto da GNR duas vezes por semana? E no resto do tempo, dão-lhe liberdade para ele repetir? Ainda para mais que são vizinhos! Sempre ouvi dizer que mais vale prevenir que remediar, mas as nossas autoridades pelos vistos preferem arriscar e brincar com a vida de crianças.

Na sequência desta notícia li que três a dez anos de prisão é o máximo que a lei prevê para os abusos sexuais a menores. Como é possível ser tão pouco??


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

24 Comentários:

Cor do Sol disse...

É a justiça que temos...se fossem filhas de quem manda isso não acontecia ao abusador.

Cirrus disse...

Justiça não comento - está tudo mais que dito!

Diabólica disse...

Justiça é algo que há muito foi riscado do vocabulário português. É mais uma das vergonhas nacionais. Simplesmente degradante...

mjf disse...

Olá!
A muida não tem é pais com dinheiro para recorrerem a um bom advogado :=(
Vergonhoso

Beijocas

Mel disse...

É por essas e por outras que se alguém tivesse a coragem de se meter com algum dos meus sobrinhos, que nem sequer chegaria a ir a tribunal.

afectado disse...

cor do sol, certamente.

afectado disse...

cirrus, está mesmo.

afectado disse...

diabólica, degradante mesmo!!

afectado disse...

mjf, é verdade, os pais são pobres pelo que li...

afectado disse...

mel, penso da mesma forma.

Vani disse...

Se fosse a filha de algum GNR, PSP ou etc, ias ver se não aparecia morto algures....

Se fosse filha minha, ias ver se não apareceria morto algures...ou pelo menos muito espancado...

afectado disse...

vani, penso da mesma forma...

Pronúncia disse...

É por estas e por outras que depois há a "justiça pelas próprias mãos"... já parece ser a única que neste país ainda é justa.

Vani disse...

Pronuncia, levantaste uma questão relevante...se agora todos nós nos pomos a fazer justiça pelas nossas mãos, onde é que isto vai parar...mas se, em contrapartida, temos um sistema judicial que não castiga os criminosos ou não protege as vitimas...
Por outro lado, acho que estamos sempre mais atentos aos casos que não funcionam do que aos que funcionam. O meu predio foi assaltado aqui há uns meses (só não me assaltaram o meu apartamento, pq mudei para uma fechadura anti-roubo)...em menos de meia h estava isto tudo cheio de policia e csis. E os "sacanas" já sabiam quem tinha feito aquele lindo serviço. No dia a seguir, as gaijas estavam presas. :-p :D

Pronúncia disse...

Vani, eu não sou a favor da Justiça pelas próprias mãos, nem nada que se pareça com isso... eu sou uma mocinha pacífica e que (ainda) quero acreditar que há instituições que ainda funcionam (sabe-se lá com que custo).

Acontece é que tentei colocar-me no lugar daqueles pais. Devem estar profundamente revoltados... eu estaria. Não tenho filhos, nem consigo imaginar, mas tenho sobrinhos e sobrinhas (o que não deve ser a mesma coisa) e sei o que ia sentir se tivesse acontecido com eles.

Assaltos. A minha casa foi assaltada e vandalizada 6 vezes, enquanto estava a ser construida, de todas as vezes apresentei queixa, de todas as vezes que ia à GNR, os senhores agentes tentavam convencer-me a não apresentar queixa (que era inútil, blá, blá, blá...). Até disse de quem suspeitava, nessa altura ia caindo o Cramo e a Trindade.

Um vizinho meu, só numa semana foi assaltado três vezes, se quis apanhar os ladrões (que apanhou) teve que ser ele a fazer de polícia.

Atenção que nem culpo todos os polícias (só os que receberam as minhas queixas e não lhes apetecia escrever). Uma das vezes que a minha foi assaltada (a última) já tinha alarme instalado, mas não morava cá, e eles até vieram rápido, disseram-me que eram apenas 2 e 1 carro patrulha para atenderem as todas as ocorrências durante a noite no concelho de Braga todo.

Dá para imaginar o que senti nessas alturas, não dá?! Cheguei a ter medo de vir viver para cá e considerei colocar a casa à venda.

Enfim! Tanto haveria para dizer sobre este assunto... :)

Cirrus disse...

O posto de abastecimento mais perto da minha casa já foi assaltado por sete vezes este ano.

Vani disse...

Pronuncia, nem eu estava a dizer que eras ou não eras. Mas às vezes, se queres uma coisa bem feita, tens de ser tu a faze-la...

Nem imagino o que terá sido isso para ti... :S

Pronúncia disse...

Vani, eu sei que não ;D

Mas quem lesse o meu comentário, poderia ter ficado com essa impressão.

afectado disse...

pronúncia, há em certas situações que a justiça pelas próprias mãos me começa a parecer algo muito natural.

afectado disse...

O Benfica tem sido assaltado muitas vezes nestes últimos anos (inclusive por gente da casa) e a policia não faz nada :)

Vani disse...

afectado, ahahahahahahah!

Cirrus disse...

Afectado, a palavra certa é vilipendiado.

3RRR (Henrique Freitas) disse...

Devia ir preso e lá dentro iam tratar dele, como costumam fazer.

afectado disse...

3RRR, sim. mas não sair mais de lá a não ser para o caixão.

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO