segunda-feira, agosto 30, 2010

Eu tive um sonho!

Hoje tive um sonho que me deixou a reflectir, não sobre a vida, mas sobre mim. Comecemos pelo sonho em si, que tem o seu quê de ridículo e estúpido (do que eu me lembro dele). Lembro-me de estar num edifício a fazer não sei o quê, e de ao me ir embora, olhar para a porta de saída e ver um grupo de pessoas revoltadas porque faltava gasolina (não me perguntem a lógica disto, eu nem estava num posto de abastecimento). Vendo a situação, percebi que tinha que sair de fininho, e se bem o pensei, melhor o fiz. Já depois da porta de saída, mas ainda na área do edifício em causa, parei numa máquina (não me perguntem, também não sei de que era) e meti uma moeda de dois euros... a máquina devolveu cerca de dez euros em moedas. Ainda estava eu espantado com a situação, quando meti novamente dois euros a ver se finalmente saía o que eu queria. Mas não, saíram cinco euros dessa vez. Já a ficar irritado e dar punhos na máquina, tento mais uma vez... e mais uma vez a máquina a ser generosa, cerca de vinte euros.

A irritação transformou-se num brilho nos olhos, afinal aquele podia ser um dia bem lucrativo. Maravilhado com a situação, chamo (não sei como, não foi com telemóvel, portanto só posso ter berrado a ponto de se ouvir a quilómetros) três amigos (que eu não conheço de lado algum) para verem o que eu tinha encontrado. Eles ficaram igualmente maravilhados, e voltamos a meter uma moeda de dois euros, e desta vez a sorte foi maior, a máquina devolveu um monte de moedas. Ao lado chegava a solução para as pessoas que protestavam, alguém lhes tinha vindo comunicar qualquer coisa que as deixou mais calmas, mas ainda assim a vociferar alguns palavrões. Metemos mais uma moeda. E outra. E... acordei!

Isto tudo permitiu-me tirar duas conclusões. Uma é que os sonhos podem ser mesmo esquisitos e sem qualquer tipo de lógica. A outra é que nos sonhos eu sou uma pessoa sem ética. Esta última leva-me a outro ponto ainda mais crucial. Se o que nos é apresentado no filme A Origem fosse real, este poderia muito bem ter sido um sonho plantado na minha cabeça pela administração da minha empresa para aferir os meus níveis de ética. É uma pena que não tenha sido, aposto que ainda hoje eu era promovido.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

8 Comentários:

Ana disse...

Já reparaste que enquanto aos outros estava a faltar algo (nesse caso, gasolina), a ti estava-te a cair nas mãos facilmente? E saíres de fininho? Seria por sentimento de culpa do que se iria passar?

Ahahahah olha eu aqui armada em psicóloga a debitar parvoíce. Tenho a mania de fazer isso com os meus sonhos:-)

CG disse...

Durante os sonhos, o nosso subconsciente vai buscar coisas que não lembram a ninguém.
Uma máquina dessas é que não era nada má ideia :P
Big Kisses

Loira disse...

devias jogar no casino!!

Basicamente andas a fugir de algum problema, é o que é...

afectado disse...

ana,não sei, eu nem sei o que estava a fazer naquele edifício :)

afectado disse...

CG, pois não não, ai quando me lembro como as moedas caíam... que maravilha :)

afectado disse...

loira, haha, deve ser isso, deve deve.

AUFDERMAUR disse...

afectado, não te quero preocupar mas no mundo onírico não só és totalmente desprovido de ética como és de raciocínio lento... Já estavas com 11 euros de lucro e ainda estavas irritado e de punhos na máquina!!!
O lado bom é que és generoso e um bom amigo porque quiseste partilhar o teu mealheiro com os teus amigos:D
A moral deste sonho é que quem tudo quer tudo perde! Não satisfeito com o dinheirinho que já tinhas amealhado, continuaste a meter moedinhas e quando tal acordaste!

afectado disse...

aufdermaur, que rica analista de sonhos tu me saíste!

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO