terça-feira, janeiro 05, 2010

Há pessoas que só acertam quando estão caladas

Não sei se esse é habitualmente o caso do presidente da câmara de Vila do Conde, Mário Almeida, mas pelo menos no que se refere a este caso, é! Então ele quer isenção para trânsito local e utilizadores frequentes nas futuras portagens da A28? Primeiro isto não tem pés nem cabeça... como iriam controlar quem eram essas pessoas? E depois, iam mensalmente bater à porta delas para saber se tinham sido despedidas, se tinham mudado de emprego, etc? Mas imaginando que isso era possível (vá lá, tentem), porque razão alguém que passa lá todos dias em trabalho pode ter isenção, mas alguém que passa lá 1 vez por mês em trabalho não? O trabalho de um é mais merecedor que o do outro? Um é mais merecedor que o outro?

A mim não me levam nesta conversa. As portagens vão ser para todos os utilizadores da A28, isto é apenas uma forma airosa de ir dando o flanco ao governo, e de no fim poder dizer "tentamos tudo o que pudemos pelos nossos munícipes, até propusemos alternativas ao sistema habitual das portagens". A tenda está montada... e os ensaios já começaram.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

18 Comentários:

maria teresa disse...

"A tenda está montada" e os "artistas" já ensaiam?
Abracinho

Maria Manuela disse...

Mas esse homem ainda está no activo ?

Jesus

afectado disse...

maria teresa, sim, chegou o circo...

afectado disse...

maria manuela, sabes como são os dinossauros...

Pronúncia disse...

Isso tem um nome... demagogia!

E quem melhor do que um dinossauro para a exercer?! É doutorado nessa matéria.

Raul disse...

A ideia de pagar portagens surge na sequência das dificuldades financeiras para fazer face aos danos das vias causados por acidentes e desgaste natural. Por esta lógica são os moradores quem mais a utiliza e quem mais a danifica. Justo será então que todos paguem, ou então não paga ninguém.

afectado disse...

pronúncia, sem dúvida.

afectado disse...

raul, até porque não seria viável que alguns utentes da A28 pagassem, e outros não.

Daniela Ramalho disse...

por exemplo, em ermesinde não se paga portangens para a A3 que liga a cidade ao porto, enquanto que todos pagam :p é possível estabelecer esse tipo de diferenças, só que o que acontece é que muitas pessoas vão de valongo e outros sítios entrar na portagem a ermesinde, de modo a não pagar.

afectado disse...

daniela ramalho, como poderão fazer a distinção que referi no post... um utilizador frequente de um não frequente? é que ele diz que os frequentes não pagariam...

Daniela Ramalho disse...

eu acho que ele queria apenas dizer "todos" e falou dos frequentes apenas para cair nas boas graças dos frequentes :) claramente o senhor é doido.

afectado disse...

daniela ramalho, isso é.

Cirrus disse...

Afectado,

Obviamente que é demagogia. Isso, no entanto, não impede de maneira alguma que se distingam os utentes frequentes dos esporádicos. Isso é perfeitamente possível, com o sistema que está a ser montado, não só para as SCUTS como para as outras A. É só um pormenor, mas atenção quando se diz ser impossível distinguir uns dos outros. Não só é possível como o sistema o prevê.

afectado disse...

cirrus, eu disse é que essa distinção não teria nem pés nem cabeça. mas que isso venha a ser possível no futuro, não duvido.

Cirrus disse...

Afectado, também eu digo que não tem pés nem cabeça, mas não é no futuro, é agora. Com certeza sabes qual o sistema adoptado para esta portagens e sabes perfeitamente que este sistema pode distinguir os utilizadores frequentes dos esporádicos e é precisamente uma das suas características, uma das razões que levou o governo a adoptá-lo. No próprio post, perguntas como iriam controlar quem é utilizador frequente ou não e se iriam bater à porta das pessoas no final do mês. Ora, ou não sabes que sistema vai ser utilizado e como funciona, o que eu acho estranho, pois está amplamente divulgado e inclusivamente legislado (e vai afectar todos os condutores e veículos do país) ou falas apenas metaforicamente, pois é precisamente isso que vai acontecer.

afectado disse...

cirrus, no post não entrei nesses pormenores porque a ideia era falar mais na demagogia do que nos chips.

não sou conhecedor a fundo desses sistema, apenas sei o que vou ouvindo. mas também ouvia que a partir de janeiro seria obrigatório ou algo do género e até ver não há nada...

Cirrus disse...

Bem, está legislado, mas foi adiado para o segundo semestre, ao que parece, também não há certezas. lembras-te na altura de ter falado nisto? Pois é, o chip dá para saber até onde estás parado a lanchar...

afectado disse...

cirrus, sortudos, assim vão dar com os sítios fantásticos que eu conheço :)

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO