sexta-feira, novembro 06, 2009

Só me apetece dizer palavrões

No país onde é permitido e visto como algo normal um homem de 112 anos casar com uma rapariga de 17, acontece isto:

-Um homem foi apedrejado até à morte por islamitas no sul da Somália por ter cometido adultério. A namorada, que se encontra grávida, será poupada à morte até ao nascimento do bebé.
...
-Uma rapariga de 13 anos foi apedrejada até à morte na cidade de Kismayo, apesar de uma organização de direitos humanos ter sustentado que ela tinha sido violada.

Digam lá se não era de juntar num sitio qualquer todos os cabrões responsáveis por estas leis mais os que as apoiam e as acham normais e mata-los à paulada?


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

33 Comentários:

13 disse...

Matá-los não, que aí só sentiam as pauladas por pouco tempo...

(Vê lá se não és visto como preconceituoso...)

Vani disse...

Quanto à cena do velhadas,vamos lá ser crús com uma coisa...na somália morre-se à fome e o principal objectivo é conseguir arranjar nem que uma refeição mínima, com sorte, por semana...tendo isto em mente, não se compreende que uma miúda de 17 anos se junte a alguém com um pé na cova e capaz de a sustentar e à familia?... Enfim, eu percebo muito bem onde queres chegar, e concordo contigo. Mas, temos a tendencia para ver muita coisa com um olhar ocidental e de país em desenvolvimento (ahahahahah, querias!)...acho que se estivesse na miséria mais completa, até com um de 200 anos eu casava, pah...

Engraçadamente hoje recebi um mail que me revoltou, e que suponho que seja verdade...inúmeros casamentos patrocinados pelo hamas na faixa de gaza...nada de anormal, não fosse as noivas terem todas menos de dez anos (e os noivos, mais de vinte)...

Vani disse...

Quanto ao resto...nem quero imaginar o que farão ao pobre bebé...

Megan Scott disse...

Credo !! Fazem tudo isso?!
OMG ! Que raio de leis !!!

e-Pombo disse...

Apenas posso dizer que fiquei triste, muito triste... é triste não podermos fazer nada contrariados enquanto que os que podem nada fazem de livre e espontânea vontade!

loira disse...

Nada que é extremismo é bom...

afectado disse...

13, quero que se lixe, contra pedófilos e gente que faz estas merdas, sou mesmo preconceituoso!

afectado disse...

vani, claro que até percebo o que levou a esse casamento por parte dela e da familia. por vezes o desespero é mais forte que o resto.

não percebo é como isso é permitido... e aquele velho era um pedófilo!

afectado disse...

megan scott, cá para mim ainda fazem coisas piores!!

afectado disse...

e-pombo, é bem verdade!

afectado disse...

loira, na minha opinião neste caso não há outra forma de encarar esta pouca vergonha a não ser com extremismo.

Pronúncia disse...

Era dar-lhes o mesmo tratamento, mas mais lento e doloroso... ontem já era tarde!

Gingerbread Girl disse...

Isto é tudo uma questão cultural... na sociedade ocidental, há umas centenas de anos atrás, faziam-se coisas da mesma barbaridade, tais como atirar inocentes para a fogueira, depois de os torturar com ferros em brasa e outras coisas giras do mesmo género.
O que se passou, é que nós por estes lados fomos evoluindo... enquanto eles ainda estão um bocado atrasados nestas coisas da violência extrema e sádica de punir culpados de leis estúpidas que os próprios instauraram.
De notar, que essa miúda que foi apedrejada até à morte e todos os outros que morrem dessa forma, se não tivessem morrido, estariam eles próprios a atirar pedras a outra vítima qualquer.
Já vi fotos de uma rapariga a ser apedrejada e andei a bater mal 3 semanas... enfim.

afectado disse...

pronúncia, era mesmo!

afectado disse...

gingerbread girl, a rapariga de 13 que terá sido violada, certamente não. se calhar no futuro iria ser como os outros, mas não me parece que aos 13 anos já se possa pensar algo como "ela também faria aos outros". até podia fazer, mas sabemos como funciona a cabeça aos 13 anos...

Lisa disse...

Não consigo comentar tal barbaridade.
Sei que infelizmente eles não têm as nossas condições de vida e como tal a cultura não evoluiu como a nossa, mas isso não é motivo para continuarem a fazer estas coisas...
Como não consigo entender, não me consigo pronunciar mais sobre o assunto...

afectado disse...

lisa, percebo perfeitamente a dificuldade em dizer algo mais...

Gingerbread Girl disse...

A minha cabeça aos 13 anos ainda não funcionava... e nem posso dizer com certezas que já funcione... por isso, não me posso pronunciar.

afectado disse...

gingerbread, de qualquer modo não me parece que se possa considerar minimamente aceitável a pena a que ela foi sujeita por ter tido sexo (que nem se sabe se não terá sido violada).

Cirrus disse...

Queres dizer à pedrada?

Gingerbread Girl disse...

É de facto uma cultura bárbara... saber que ainda existem horrores destes em pleno século XXI, dá-me a volta ao estômago.

Ou por exemplo a castração feminina ainda usada em certos países de África... criancinha de 4 ou 5 anos, castradas sem anestesia com um pedaço de lata velho e enferrujado.
Fdp´s pá.


*

Isabel Rodrigues disse...

O que me deixou pasma neste caso, foi o facto de um homem ter sido condenado por adultério e apedrejado. Infelizmente, estes casos acontecem, quase sempre, às mulheres. Não que isto minimize o caso, isto é carnificina pura. Mas as mulheres ainda são, nesse tipo de sociedades, muito mais massacradas e vistas como responsáveis por todos os desvios. Uma tristeza!

Billie Holiday disse...

Nem comento!!!!

afectado disse...

cirrus, não teria que ser à pedrada.

afectado disse...

gingerbread girl, é revoltante!

afectado disse...

isabel rodrigues, pois, isso também me chamou à atenção!

afectado disse...

billie holiday, é complicado escolher as palavras para casos assim.

Ana'Space disse...

Era mesmo matá-los à pedrada :S

afectado disse...

ana's space, porque não...

Sílvia Maria disse...

Mata-los à paulada seria cometer o mesmo que eles cometem...entrariamos num ciclo.
Mas entendo que estas coisas revoltam e nem fazem sentido. Não há bom-senso nestas culturas e mais parecem bichos do que seres humanos.

afectado disse...

sílvia maria, seria, mas é o que dá vontade. eu sei que não é a atitude mais racional, mas por isso é que eu não poderia ser juiz ou algo do género... não conseguiria controlar os meus impulsos ao estar perante coisas destas!! claro que lá nem juiz há.

Sílvia Maria disse...

É tudo ao monte e fé em...qualquer coisa!
Coitados dos que nascem no mieo desses selvagens e têm consciência de que estãoe rrados, esses sim é que sofrem.
Em pleno século XXI atrocidades dessas nem têm explicação...

(por isso os juízes têm uma prova psicológica antes, senão...) :)

afectado disse...

sílvia maria, coitados mesmo!

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO