sexta-feira, janeiro 08, 2010

A falta de coerência

Muitas pessoas diziam que os heterossexuais nem se deviam meter na discussão que houve por causa do casamento homossexual. Tudo bem, é um ponto de vista, respeitável como outro qualquer. O que não tem lógica é agora algumas dessas pessoas virem dizer que hoje é um dia feliz não só para os homossexuais, mas que também deve ser para todas as outras pessoas. Quer dizer, opinar sobre o assunto não podem, mas devem ficar felizes. Então porque é que as outras pessoas haveriam de ficar felizes por um assunto que não lhes diz o minimo respeito? Quer-me parecer que as pessoas que se enquandram na contradição que apontei, perderam a coerência algures no caminho entre uma e outra afirmação.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

15 Comentários:

maria teresa disse...

"Deixem que digam, que pensem, que falem, eu não estou fazendo nada e você..."

afectado disse...

maria teresa, confesso que não percebi...

Raul disse...

Confesso que não estava a espera que fosse aprovado, apesar de eu ter sido contra o referendo. Mas pronto espero que isto não leve a outros caminhos mais sinuosos...

afectado disse...

raul, era praticamente certo que seria aprovado. e assim foi, felizmente. além de não ter nada contra, já estava farto de ouvir falar disto todos os dias.

Inês disse...

Crenças, fé, tabus, politca, ideais, certezas, ciência... tudo mão do homem! Certezas e muitos erros... e se deixássemos a Natureza em paz e a deixássemos viver???

As imagens são de Maracajau Rio Grande do Norte Brasil.

Bom 2010 para ti.

afectado disse...

inês, eu deixo... por mim que cada um viva como quer!

thanks!

Dylan disse...

Então toma lá uma piada gay:

Entra o filho, miúdo de 5 anos, na casa de banho onde o pai se secava após o seu banho matinal
-Oh pai, tens uma pilinha tão grande!
Ao que aquele responde, entre um alegre sorriso
-Grande? Devias ter visto o tamanho da da tua mãe!

http://blogarcadia.blogspot.com/

Pronúncia disse...

Lamento informar-te, mas parece-me que a procissão ainda vai no adro... ainda vamos ouvir falar muito deste assunto!

Vani disse...

Ah pois, é como diz a pronúncia... a sociedade está em mudança e a familia tradicional está-se a alterar. Se antes era impensavel existirem familias monoparentais, por ex, hoje é normal. Se hoje ainda há torcer de narizes a um casal do mesmo sexo que adopta ou tem um filho, isso deixará de acontecer no futuro. Mas não sem muita polémica antes.

A discriminação só desaparerá no dia em que for tão normal um casal gay como uma gasal hetero, mas tão normal que discussões assim não farão sentido. :D

Mas tudo o que é diferente do considerado normal, assusta...

De qualquer forma, cada um tem o direito de pensar ou sentir como quer. E de viver como quer. Mas é aí que entra o "desde que não interfira com os direitos humanos de outrém".

E, bolas, há mesmo muita falta de coerência, lol. Até muitos dos que dizem que cada um deve viver como quer, não consegue evitar argumentos do género "mas não lhe chamem casamento porque não é" ou "querem que se aceite que são diferentes e depois querem ser tratados como iguais". Se virmos bem, é incoerente.

Mas, séculos de enraizamento de cultura nos nossos toutiços, são muito dificeis de combater...

Luís Maia disse...

Estou perplexo com as mentiras que se repetem muitas vezes para parecerem verdades e não me digam que é por distracção ou sem querer. Jornais como o Expresso não cometem deslizes desses.

Dizem por aí que o PS não votou na proposta do BE para o casamento entre pessoas do mesmo sexo, porque esta continha a possibilidade desses casais poderem adoptar.
Ora este afirmação é mentirosa, porque em nenhuma linha da proposta do Bloco, se lê isso. Adopção é matéria que por lá não se fala, porque não era isso que estava em causa, porque o acto de adoptar, não é um direito que resulte directamente do casamento.
Para que se possa adoptar são necessárias mais condições que alguém se encarregará de ajuizar se são suficientes para se poder assumir o encargo de adoptar uma criança.

Ao contrário, é a proposta do PS sobre a matéria em questão que alude à adopção, excluindo os casais de pessoas do mesmo sexo de adoptar, incluindo uma clausula discriminatória.

Porque se mente então ? Simplesmente para fazer passar para a opinião pública a ideia que casamento homossexual (como eles dizem) e adopção são a mesma coisa e que são os papões comunas e trotskistas que querem afrontar a boa moral portuguesa.

afectado disse...

dylan, já conhecia essa, está muito fixe... e perspicaz!

afectado disse...

pronúncia, pobre país.

afectado disse...

vani, convém aferir é se todas essas mudanças são positivas. é que uma mudança por si só não tem que ser boa. mudar para pior é perfeitamente dispensável, não interessa mudar só para dizer que somos progressistas.

contudo não estou a dizer que é o caso. o assunto do casamento parece-me que é pacifico que será uma questão apenas de tempo para as pessoas se habituarem (tal como se habituarem que os pretos não tinham que ser obrigatoriamente escravos). quanto à adopção de crianças, já tenho mais dúvidas... muitas mais.

afectado disse...

luís mais, essas guerrinhas BE/PS não me dizem nada, parece que se está a discutir quem tem a pila maior.

mas já agora, jornais como o expresso (e todos os outros) cometem deslizes desses e muito piores. basta estar atento...

Vani disse...

Olha, ainda há pouco vi uma notícia de uma povoação em espanha que começou a prosperar quando o presidente do municipio passwou a celebrar casamentos homossexuais... se aceitamos o casamento e direitos iguais, porque não aceitar a adopção?...é preferível deixar as crianças confinadas a instituições muitas vezes duvidosas ou a saltar de familia de acolhimento em familia de acolhimento...?

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO