quarta-feira, abril 30, 2008

Tenho pena...

Daqueles que vivem a vida a usar os outros, a fazer mal aos outros. Tenho pena porque são pessoas vazias por dentro e falsas por fora. São esses que vão contaminando os outros. Conseguem transformar o bom no mau. Pessoas dessas não fazem falta no mundo... quer dizer, se calhar fazem para que se veja bem o valor dos que se distinguem deles pela positiva. Mas uma coisa é certa, se de um momento para o outro caíssem fulminados por um raio, eu estava-me a cagar para isso. Mesmo pensando naqueles que os amam, só consigo ter a certeza que era o melhor. Era o melhor pois assim, mais cedo ou mais tarde, iam ver o que de bom finalmente tinha acontecido... a possibilidade de viver uma felicidade real, uma felicidade plena. Mas não, esses tais que usam e abusam dos outros, vivem a vida como reis, pisam tudo e todos e são venerados por muitos que se deixam fascinar pela falsidade óbvia que se destaca a cada palavra ou atitude tomada. Em último caso, serão tão culpados como eles os tais que se deixam fascinar... mais que não seja porque só assim eles conseguem fazer o que fazem, transformando-se muitas vezes as vitimas em cúmplices pois a merda para ser feita como deve ser não chega haver o cu, é preciso também que haja a sanita...

Tenho pena de quem vive a vida assim e se convence que isso é que é aproveitar a vida. São pessoas desprovidos de conteúdo e sem valor. Quem pensa que viver bem a vida é usufruir de um bem estar pessoal, usurpando o bem estar de outros, não sabe o que é merecer a vida. Quem pisa os outros sem sequer pensar no mal que está a fazer, não sabe o que é ser pisado.

Tenho pena de ter pena dessas pessoas. Preferia poder afirmar que me são indiferentes a todos os níveis. Mas não, não são indiferentes e irrita-me saber que há pessoas que conseguem ser felizes e sorrir assim. Não sou melhor que eles, nem pretendo ser. Apenas sou diferente e gosto disso... isso faz-me feliz e sorrir.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

3 Comentários:

Allie disse...

Bem... fiquei sem palavras! Um texto muito bom. Eu sabia que eras um bom parceiro de negócios! :-p

SílviA disse...

Poderia ter sido eu a escrever isto...eu às vezes sinto-me impotente e não queria. Tenho um neurónio meio lerdo que gostava de mudar essas pessoas, mas elas não querem mudar...

Beijito

bruna disse...

Amei o texto parece até um documentario!Ia ser bom se todo mundo parasse de fazer burrada na vida e lesse ele pq tem gente que magoa as outras com palavras,pequenas palavras que pra elas não são nada mas pra quem escuta faz um enorme machucado no coraçao....

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO