segunda-feira, novembro 22, 2010

A Rede Social

Quando há uns meses ouvi falar que iria estrear um filme sobre o Facebook franzi o sobrolho. A primeira ideia que me veio à cabeça foi que seria um barrete qualquer de alguém que se queria apropriar da popularidade actual do Facebook. Depois vi que o realizador seria David Fincher e decidi dar o beneficio da dúvida, afinal este foi o realizador de alguns filmes muito bons - com especial destaque para o Seven, um dos melhores de sempre.

Este fim-de-semana fui ver A Rede Social ao cinema e gostei. A história é algo previsível, mas isso já era esperado pois se já se conhece a história da criação do Facebook, não se vai ver no filme nada de especialmente novo já que este relata de forma mais ou menos fiel o que se passou. No entanto o filme não se perdeu em heroísmos ou em romantismos, centrando-se na criação do site e nos problemas que daí vieram para os seus criadores, especialmente os processos judiciais e traições.

O que mais me ficou deste filme é como uma simples ideia que hoje em dia nos parece relativamente normal, há meia dúzia de anos atrás apareceu como um rasgo que conduziu a que o seu criador seja já o mais jovem bilionário de sempre. Os tempos mudam muito rápido.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

2 Comentários:

AUFDERMAUR disse...

Não estivessemos nós tão longe um do outro e até nos poderiamos ter cruzado porque eu também fui ver este filme ao cinema este fim-de-semana. Já andava ansiosa para vê-lo de tanto ouvir falar no filme e gostei bastante. Começou logo muito bem com aquela conversa inicial, especialmente a parte em que a namorada lhe diz que o motivo pelo qual ele nunca vai fazer sucesso com as mulheres não é por ser um nerd mas sim por ser um asshole :P Comecei o filme logo a rir-me às gargalhadas, o que é sempre bom :)
Curiosamente lembrei-me de ti durante o filme porque há uns tempos escreveste um post em que dizias que os fãs do Justin Timberlake queriam que ele fosse nomeado para um Óscar por causa do papel que faz neste filme... Realmente, que personagem tão difícil e exigente! Se ele não ganha um Óscar é o descalabro total :D

Mas o melhor deste filme foi mesmo a teoria que eu desenvolvi: o Facebook e a Napster surgiram porque os seus autores foram abandonados ou ignorados pela rapariga de quem gostavam... Ou seja, ser abandonado pela namorada até pode ser uma coisa muito boa :P

afectado disse...

aufdermaur, o diálogo inicial é um bom prenúncio para o filme!

quanto ao justin timberlake, eu nem gosto dele, e muito sinceramente estava à espera de pior. para cantor ele até se safou muito bem no filme. mas daí a ter um óscar... é como ir daqui ao sol.

que bela teoria, vê lá se todas as namoradas começam a fazer isso...

Publicar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO