domingo, junho 20, 2010

A pedantismo na hora do silêncio

Vi hoje algumas imagens da cerimónia fúnebre de José Saramago e fiquei (mais uma vez) chocado. Algumas dezenas de pessoas, à passagem do carro, aplaudiam a berravam "Obrigado Saramago, obrigado Saramago". Arrisco-me a dizer que quase todas as pessoas que o faziam não o conhecem de lado algum, nunca leram os livros dele, e provavelmente desconhecem a vida do mesmo.
O mesmo posso dizer relativamente à blogosfera. Tanta gente a escrever com pesar sobre o assunto, tanta gente a louvar a obra dele, e muita dessa gente nunca leu sequer um livro dele. O pedantismo é terrível.

Mas que não se pense que condeno quem louva a obra dele com honestidade. Se fosse algo de que eu gostasse, era provável que também o fizesse. Mas nunca por pedantismo, nunca por mera hipocrisia intelectual.
E apesar de eu não simpatizar com a pessoa em causa, acho que deve ser respeitado nesta hora de sofrimento para os seus. E atitudes parolas e pedantes apenas servem para desrespeitar profundamente a memória da pessoa à qual se dirigem.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

19 Comentários:

Fi disse...

Eu vi parte da transmissão da cerimónia, e de todas as vezes que a jornalista pergunta às pessoas que se tinha lido algum livro dele a resposta não variava muito:
ah não, não li. Tenho lá os livros dele em casa mas nunca tive tempo para ler...
Enfim... Que fazer?!

Ana disse...

Se dúvida. Parece que nestas alturas toda a gente se sente "obrigada" a dizer alguma coisa porque parece bem...

Ridículo, no mínimo.

Malena disse...

Meu caro Afectado, eu fui uma das que lamentaram o desaparecimento de Saramago. Não por ser um Nobel, mas porque gosto genuinamente da sua escrita. Curiosamente, o Memorial do Convento foi o único que não me encantou.
Mas nestas ocasiões há sempre alguns excessos!

afectado disse...

fi, é triste querer ocupar uma tarde de domingo e não se ter mais nada que fazer a não ser ir aplaudir e berrar para um funeral de alguém que não diz nada às pessoas em causa.

Daniela Ramalho disse...

E os livros esgotaram logo todos na feira do livro. lol Portugal é tão fantástico :p Quem foi comprar o caim vai ficar desiludido, não é nem de perto nem de longe o melhor. E eu posso falar que já li quase todos os livros do Senhor :) Mas olha que também não é melhor figura, quem diz que não gosta por causa do homem que ele foi. E desses também apareceram muitos na tv.

afectado disse...

ana, sim, nesta altura somos todos muito admiradores, estamos todos muito tristes.

ainda que perceba que quem realmente goste da obra dele o faça. eu também o faria se assim fosse.

o pior é que muita gente o faz por puro pedantismo.

afectado disse...

malena, claro, e fazes tu bem! eu critico é quem nunca leu a obra dele, ou leu e nem gostou e agora vem dizer maravilhas...

afectado disse...

daniela, depende, se disserem que não gostam dele como pessoa por causa da pessoa que ele foi, estão no seu direito, é algo com lógica. agora se dizem isso, sem saber nada da pessoa que ele foi, então concordo contigo.

Dylan disse...

Não gosto do seu partido nem das muitas posições tomadas mas aprecio realmente "A viagem a Portugal" que saciou a minha alma de viajente.

Dylan disse...

"viajante"

Sandy disse...

Finalmente um post decente. Tive o meu primeiro cntacto com este senhor a ler o Memorial do Convento, foi o 1º livro que desisti ao fim da 3ºpágina. Não admiro a sua escrita mas tenho curiosidade acerca das suas histórias. Quanto à pessoa pouco conheço, lamento a sua morte como a de todos mas não entendo o que se passa em Portugal. Estou no Brasil e aqui sim ele era querido mas parece-me que por aí se ele não fosse ateu, agora era santo!

L!NGU@$ disse...

E cá está um bom post sobre o assunto.

Suspiro disse...

A única coisa que posso falar sobre este assunto é que uma vez peguei no "ensaio sobre a cegueira" li as duas primeiras folhas e encostei-o... O meu gosto por Saramago resume-se a isto!

Poetic GIRL disse...

Mas isso acontece sempre que morre alguém "famoso". Eu sou sincera nunca li nenhum livro, nem pretendo. A pessoa em si não me seduzia, não digo que não fosse bom escritor, não li, logo não posso julgar. Mas a verdade é que de repente já toda a gente gosta. Eu não! Lamento a perda da família, principalmente da mulher que ele amou e o amou de volta, e é só nela que penso neste momento. O resto, o resto é típico comportamento de quem "adora" estas coisas. bjs

afectado disse...

dylan, e fazes tu muito bem!

afectado disse...

sandy, essa frase final, 5 estrelas!

afectado disse...

L!NGU@$, obrigado!

afectado disse...

suspiro, muita gente tem a mesma experiência...

afectado disse...

poetic, é o tal pedantismo...

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO