quarta-feira, junho 23, 2010

O futuro são as bailarinas exóticas?

Todas as relações que abanam têm solução, é preciso é descobrir qual. Hoje na Prova Oral o Fernando Alvim falou no caso de uma amiga dele, que sentindo que o marido andava desanimado, achou por bem contratar uma bailarina exótica, a levar a sua casa e deixar o marido lá sozinho com ela. Sim, isso mesmo, a esposa saiu de casa para eles ficarem à vontade. Melhor, a meio, a esposa ligou para saber se estava tudo a correr bem.

Não sei se isto deu resultado ou não, mas não deixa de ser curioso. Uma vez que a sociedade está cada vez mais de mentalidade aberta, será este o caminho do futuro? Será que daqui a uns anos vai ser comum e tema habitual de conversas de café a resolução de problemas conjugais recorrendo a bailarinas exóticas (quem fala em bailarinas exóticas, fala noutras soluções também)?

Desta história concluo duas coisas. Primeiro é que para fazer o que a esposa fez em nome da sua relação (e sem ter sido pedido pelo marido) ela precisa ter um belo espírito de sacrifício, conjugado com um estômago dos fortes! Segundo é que ainda assim é preferível este tipo de solução do que andar tudo à estalada e aos berros carregando os dramas às costas.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

7 Comentários:

Rice disse...

vou mas é ser bailarina exotica, dá para ganhar dinheiro e deixar alguem contente --'

Ana disse...

Se eles se propuserem a fazer o mesmo, ou seja, oferecerem-nos um belo ragazzo durante umas horinhas, pode ser que pegue...:-)

Onisa disse...

Humm e a bailarina exótica era conselheira matrimonial? É que, caso não fosse, não vejo o que possa ter feito que a esposa também não o pudesse fazer, havendo vontade claro.

Sandra Oliveira disse...

Desculpa lá, mas das duas três, ou ela não gosta verdadeiramente do marido ou é défice.

Então não era de inteligente, comprar uma cueca nova, uns morangos, um chantili, meter os putos (se houver) nos avós e mandar a casa abaixo?

Malena disse...

Gabo o estômago da senhora! Eu até arrancava os olhos à bailarina, quanto mais deixá-la sózinha com o meu homem...
Mais depressa aprendia eu danças exóticas! :P

Anónimo disse...

Sinceramente ...se calhar é defensora da política que as mulheres devem ser poupadas e as outras é que devem ser consumidas lol
Agora a sério: não sei se é uma questão de estomago ou falta dele ou se ela se esta "a cargar" para o marido mas quem não fazia isto sei eu bem quem era: EU :p
_ba_

ApoloMartan disse...

Não sou striper, mas ganho dinheiro com meu sexo.
http://apolomartan.blogspot.com

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO