terça-feira, dezembro 22, 2009

Ser do clube da terra

Muita gente apregoa que todos devíamos ser do clube da nossa terra, mas antes de mais deviam definir isso. É que a minha terra pode ser a freguesia onde nasci, a freguesia onde vivi mais tempo na minha vida, a freguesia onde me formei, a freguesia onde vivo actualmente, a freguesia onde trabalho, etc. Normalmente cada freguesia tem um clube, logo quem defende que devemos ser do clube da nossa terra, é certamente adepto do clube da sua freguesia.

Ou será que essa definição de clube da terra apenas diz respeito a cidades/vilas que tenham um clube na primeira divisão, sendo nesse caso o clube "obrigatório" a todas as pessoas dessa terra? Regra geral é isto que acontece com as pessoas que defendem esta teoria.

Mas vejamos, o sentimento que temos por um clube é algo irracional. Por uma ou outra razão somos daquele clube, ponto. No meu caso foi algo que me foi transmitido pela família (toda ela constituída por benfiquistas e braguistas). E hoje eu gosto do Benfica porque gosto. Não é por jogar de vermelho, não é por ser de Lisboa, não é por qualquer outra razão... gosto porque gosto! Se alguém disser que gosta de um determinado clube por isto ou por aquilo, então eu duvido desse gosto.

Claro que tenho uma simpatia pelos clubes da minha terra. Não só o Braga, mas todos os outros que existem nesta cidade. Isso sim, tem uma explicação... simpatizo com eles porque são da minha cidade. Se ficarei contente se algum dia o Braga for campeão? Certamente, mas no sentido que gosto que a minha cidade seja destacada por bons motivos. Mas não vibrarei com isso como se fosse o Benfica o campeão. E não me venham com aquelas coisas de que eu tenho dois clubes. Para isso teriam que dizer que eu tenho dezenas deles (o Maximinos, o Merelinense, etc).

Defender que se deve ser do clube da terra tem, para mim, tanta lógica como se dizer que se deve gostar de uma mulher da nossa terra e não de outra que seja de outra terra qualquer.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

22 Comentários:

Ana disse...

Eu adoro o clube da minha terra, o GDJ, e é ver-me aos domingos de vermelho e branco no campo da bola a "berrar", perdão, "apoiar" a equipa!
Beijo

Cirrus disse...

Eu posso dizer que sou de um clube da minha terra. Sou português, a minha terra é Portugal, e o Benfica é um clube português. Dúvidas??

afectado disse...

ana, sua hooligan!

afectado disse...

cirrus, precisamente...

Maya disse...

É coisa que não percebo ... :) Ser do Norte (carago!) e gostar do Benfica ... Não me entra!

Cirrus disse...

Maya, com o devido respeito para contigo e para com o Afectado, nosso anfitrião: Mas qual Norte?? Num país deste tamanho, insistimos em separar o Norte do Sul ou de Lisboa. Muita da culpa da centralização de Lisboa é nossa dos nortenhos, pela nossa tacanhez em sentir Portugal. Sentimos o Norte, não é? E o resto? É Marrocos??

Eu sinto-me bem em qualquer lado deste país, menos em dois sítios, Lisboa e Porto. Não porque são Norte ou Sul mas porque são grandes cidades, das quais não gosto. Portugal é pequeno demais para sermos tacanhos. Vamos lá a ser portugueses!

Não tome esta declaração como insulto, por favor, não é essa a minha intenção e a maneira como se vê esta questão já tem mais a ver com a educação que tivemos que connosco próprios. Queira desde já desculpar.

Ana disse...

Sua hooligan???? Como descobriste tu?
:))))
Bem, como tu sabes eu gosto do FCPorto mas sou sempre pelo Braga e principalmente pelo GDJ. Para mim o clube da terrinha é o clube da terrinha e não o escondo.
Beijo

Kruzes Kanhoto disse...

Sou do Benfica desde pequenino mas quando, em hóquei em patins, o clube da minha terra jogava com o glorioso dava comigo a delirar com os golos que os meus conterrâneos marcavam!

Blanche disse...

O facto de, especialmente este ano, eu continuar a ser do Sporting, é mais um argumento, de que não se é de um clube por isto ou por aquilo. é paixão, é imutável. nada a fazer! bj.

Cirrus disse...

KK, és de Turquel? Ou Paço de Arcos?

;)

Ana disse...

so passei para desejar um bom natal... beijinhos...

Pronúncia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pronúncia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pronúncia disse...

Afectas, não se gosta por obrigação, por ser da terra ou não, gosta-se porque que se gosta e ponto final parágrafo!

Enquanto lia o post pensava numa analogia, mas tu antecipaste-te... gostas de alguém porque sim, gostas de determinado clube porque sim! :)

(Apaguei o comentário, porque tinha um erro... e a errata também!... mas isso tu já sabes)

Cirrus disse...

Isto de se fazerem erratas com erros é estranho. Faz lembrar "pior a emenda que o comentário"...

;)

afectado disse...

maya, é perfeitamente natural :)

afectado disse...

ana, foi um feeling!

afectado disse...

kruzes kanhoto, são gostos, cada um gosta do que gosta.

afectado disse...

blanche, nesse caso é amor cego :)

afectado disse...

ana, um bom natal para ti e para os teus também!

afectado disse...

pronúncia, a errata também tinha? tens a certeza?

Dylan disse...

De facto, é bastante redutor ter que ser do clube da terra ainda para mais num Mundo em constante êxodo de pessoas e uma multiculturalidade cada vez maior. Já agora, case-se com a rapariga da terra e faça-se lá férias toda a vida!

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO