domingo, setembro 13, 2009

Não sei quem é mais estúpido, se eles, se eu

Ontem enquanto regressava a casa reparei num pormenor curioso. Estava eu numa passadeira e passaram seis (sim, seis) carros em que os condutores me viram perfeitamente mas acharam que perdiam muito tempo e gastavam muito os travões ao parar para eu passar. Ao sétimo, finalmente uma pessoa que cumpre a lei e parou. Quando começo a atravessar a passadeira dou por mim a agradecer à pessoa. E foi esse o pormenor... então eu já agradeço às pessoas que param para eu atravessar a estrada na passadeira? Pois, já estou tão habituado a que diversos acéfalos passem sem parar que quando uma pessoa pára até agradeço isso inadvertidamente. Assim se vê o quão mal educado e chico-esperto ainda é o povo português que não respeita sequer as leis mais fáceis de o fazer!
Basta passar a fronteira e a diferença no respeito pelo peão (e pela lei) é gritante... Ai que saudades de Espanha!


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

32 Comentários:

Gabriella Monferrato disse...

Paro sempre na passadeira para deixar passar os peões. E normalmente o trânsito pára para me deixar passar na passadeira. Acho que o segredo é fazer cada de poucos amigos.

Ana disse...

Eu faço o mesmo :)))

Lady me disse...

Ainda não conduzo mas vou deixar os peões passar. Acho que onde eu vivo podem passar 10 carros que não pára um! De vez em quando já há uma outra pessoa cumpridora, mas há certos momentos em que só passem burros à nossa frente!

Em Faro é que é! Até travam a fundo pra deixarem passar um peão! Até me passei, não estava nada habituada! xD

Mia Phoenix disse...

quantas vezes nao fiz eu isso tambem, agradecer por me deixarem passar na passadeira lol as pessoas simplesmente já não são pessoas, querem lá saber dos outros. claramente nao se lembram que de vez em quando tambem eles são peões e que provavelmente também os irrita quando lhes fazem o mesmo... enfim!

Dylan disse...

Afectas,

Basicamente, o teu problema é como o da Pronúncia: sois pequenos!

AHAHAHHAHAHAHAH

Mham, mham, mham, mas que ricos 4 pasteis de Belém que hoje comi!

afectado disse...

gabriella, param para te poderem observar melhor ;)

afectado disse...

ana, então não sou o único a fazer essas cenas...

afectado disse...

lady me, acho bem que vás ser uma condutora exemplar :)

afectado disse...

mia phoenix, é bom saber que há mais gente a fazer isso hehehe

afectado disse...

dylan, ai sou? vou andar com um escadote às costas e subo para lá para ver se assim já tenho altura normal.

Pronúncia disse...

Como condutora paro nas passadeiras para dar passagem aos peões (excepto quando já estou mesmo em cima dela e há um anormal que se atira literalmente para a passadeira... aqueles com alma de kamikase, tás a ver?!). Há peões que me agradecem, normalmente mais velhos... sorrio-lhes sempre!

Como peão (ou será peoa?!), faço sempre o que fizeste e achaste estranho... agradeço a quem me deixou passar!
Não custa nada, e apesar de estarem a fazer a obrigação deles, o reconhecimento faz sempre bem ao ego!

Pronúncia disse...

Dylan, eu respondia-te, mas como sou bem educada... fico-me pela sugestão do Afectado!

Inês disse...

Quando 20% da população espanhola viaja para Portugal (férias) são eles que me tentam atropelar nas passadeiras. Já para não falar de quando os apanho na estrada à minha frente. Que dores de cabeça! São péssimos com rodas.

Onde é que está a luz? disse...

eh pá...obrigado por me lembrares que devo parar de agradecer quando atravesso a passadeira! De facto, não faz sentido! Agora percebo a cara de espanto dos condutores no estrangeiro, quando coloco em prática esse estranho vício...

abox disse...

olha eu tb costumo agradecer... e também costumo sentir-me um bocado parva depois de o fazer! LOL

Vani disse...

ahahhaha, eu faço uma carantonha tão má que não têm qq remédio se não parar. Ou páram, ou atropelam-me... (com isto não quero dizer que me atiro para as passadeiras, mas que atravesso se vir que o carro tem perfeitamente tempo para parar...) e para os que vêm a abrir, faço questão de passar o mais devagar que conseguir...muahahahahahah!

Resumindo, tu és um senhor bem educado. :)

Vani disse...

# Em Faro é que é! Até travam a fundo pra deixarem passar um peão! Até me passei, não estava nada habituada! #

Confirmo, é verdade! Os farenses cumprem, nesse aspecto, nem que tenham de travar a fundo. Claro que há sempre chicos espertos. Claro que há sempre os que vêm de fora. Claro que quando eu estou em Lisboa, parto do principio que me vão deixar passar...

Framboise disse...

eu já quase ia sendo atropelada, mas acho que a culpa não foi da condutora, foi mesmo do carro que não travou... Ou assim quero acreditar xD
Beijinho

Cirrus disse...

Não parecendo, é assunto que dá pano para mangas!

Como condutor, costumo parar. Mas também é verdade que ainda na 6ªfeira, tinha carros estacionados em cima da passadeira, um dos quais com a porta aberta para a via, (feira medieval) e quase levava um senhor à frente. Imediatamente levantei a mão, pedindo desculpa, e levei com o dedo do meio por parte dele. Parar seria desperdício, mas fazer marcha atrás não seria má ideia. Provavelmente até seria um dos donos dos veículos estacionados em cima da passadeira, pois não havia passeio.

Há peões que, de repente, caminhando no passeio, viram 90º e, sem olhar, se põem a atravessar a passadeira. Não os deixo passar. O código estipula que eles têm prioridade na passagem, mas também aconselha o máximo de cuidado. Não posso adivinhar uma manobra daquelas e não consigo parar a tempo.

Também há aqueles que estão parados à conversa no passeio junto da passadeira e lembram-se de passar sem aviso. Ninguém adivinha.

Quando atravesso como peão, tenho o cuidado de verificar a velocidade do veículo antes de me pôr a atravessar. A culpa pode ser dele, mas o corpo é meu! E agradeço - sempre. Fica bem e não me custa nadinha.

Acereja disse...

Isso é sempre o mesmo! As pessoas esquecem-se de quando andavam a penantes...ou então, na verdade, nunca andaram! Pior é quando fazem isso e em tempo de chuva, pisam a poça na passadeira e ainda te molham todo :S
Quando páram logo ou num sítio onde não há passadeira agradeço sempre!

DICA: Veste-te de gaja e vais ver que os carros começam a parar mais para ti na passadeira:)

afectado disse...

pronúncia, mas o facto de agradecermos por pararem na passadeira, já diz muito da selva que é a nossa estrada.

afectado disse...

inês, acredito, não os conheço nessa versão. sei que em espanha foi algo que me ficou na memória... paravam sempre!

afectado disse...

onde é que está a luz?, pois, fazer isso noutros países deve-te fazer passar por tolo :P

afectado disse...

abox, junta-te ao clube :)

afectado disse...

vani, neste caso não é bem educado, é mesmo parvo :)

afectado disse...

cirrus, claro que eu falava de casos onde o condutor não tem esses obstáculos todos. digamos que no caso em que referi só havia uma coisa a impedir os condutores de ver que eu queria atravessar a passadeira... a sua própria estupidez!

concordo contigo, há peões que são de facto perigosos!

eu também agradeço e não me custa nada. mas não tem grande lógica. no fundo é uma demonstração do quanto selváticas são as nossas estradas.

afectado disse...

acereja, mesmo sem rapar os pelos das pernas? :P

Pronúncia disse...

Afectado, mesmo noutros países, onde os condutores param sempre, eu agradeço.

Não tem nada a ver com a selvajaria dos nossos condutores, mas sim por uma questão de agradecer/retribuir um gesto simpático que alguém teve para comigo... seja ele obrigatório ou não.

Pronto, confesso, se não param chamo-lhes nomes muito feios e... com boa pronúncia do norte! :D

13 disse...

Só uma questão, o código diz que o peão tem prioridade ou que o condutor 'deve' parar?

Megan Scott disse...

Não é só a ti !!
Também agradeço, e enerva-me quando não paro, só tenho vontade de correr atrás deles e perguntar se não viram a passadeira e que tinha lá gente !
Grr

afectado disse...

13, salvo erro diz que o condutor 'tem' que parar. ou seja, não é um dever...

afectado disse...

megan scott, pois, já vi que somos muitos :s

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO