segunda-feira, agosto 17, 2009

Sem rasto (2)

Acho que não passou totalmente a ideia do post anterior. Vamos lá ver... Eu acho perfeitamente natural as pessoas fecharem os blogs, é como em tudo na vida, uns morrem outros nascem. São ciclos naturais que não me chocam... nunca poderia ser só novos blogs a aparecer. Tal como alguém que escrevia todos os dias e agora apenas escreve de três em três meses não é propriamente "desaparecer". Simplesmente a disponibilidade (ou a inspiração) passou a ser outra e quanto a isso, cada um tem a sua vida, e o que faz com o seu tempo livre só a si lhe diz respeito (eu não sou dos que se apoquentam com as ocupações de tempos livres dos outros).

Os casos a que eu me referia são mesmo aqueles em que as pessoas fecham os blogs, ou deixam-nos abertos mas nunca mais lá escrevem uma letra. Dentro destes casos, há uma minoria que se percebe que é quando o blogger em causa passa a ter problemas por causa do próprio blog (e há por aí muita gente doida ao ponto de se tornarem autênticos stalkers de blogs). Mas na grande maior parte dos casos, isso não acontece por questões de "segurança" pessoal. É por muitas outras que podem ir desde a falta de paciência a uma fatalidade. No caso de uma fatalidade nem se põe em causa a questão, e no caso de uma doença grave percebo perfeitamente o silêncio.

Mas se a justificação é que se vão dedicar à caça dos saramelhos em vez de escreverem posts, ou que agora têm muito menos tempo livre e o blog é primeiro sacrificado, etc etc, acho que não custa nada dizer algo. Duas linhas chegam e não ocupam mais de 30 segundos a escrever. Não é preciso dramas nem despedidas dramáticas, chega um "tenho que ir...". Se for completado com uma pequena explicação, ainda melhor.

Para mim tudo isto se resume a uma questão de consideração e educação. Talvez a minha visão disto tudo esteja errada, mas não deixa de ser a visão que eu tenho e portanto a que vale para mim. No fundo é como quando se chega de manhã ao emprego e se diz "bom dia"... Não está escrito em lado algum que temos que o fazer, mas no entanto nós fazemo-lo na mesma, não é?


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

23 Comentários:

rosebud disse...

Muito em breve envio a descoberta que ,por acaso,fiz ontem.

dermatologistested disse...

interessante a abordagem...civismo, educação e respeito pelo outro na blogosfera, dáva um post...txiiiiiiiiiii, e nunca mais acabava....:) :)
P.S.o meu nick complicasdo de escrever????não seja por isso... podes tratar-me por derma!ihihihih

Francisco Vieira disse...

Ola bom dia
Concordo contigo e digo mais.
Enquanto lhes vai dando por picar a carta diariamente, ressentem-se se um gajo nao passa por la todos os dias. Depois de repente da-lhes por desaparecer e nem ate logo dizem...
Proprio do ser humano, aqui como na vida real. Na net nao poderia ser diferente. A net nao tem vida propria. Isto nao deixa de ser um reflexo de quem insere aqui as coisas

Parabens pelo blog. Muito bom
Abraco
Francisco

Ana GG disse...

Tens toda a razão!
Uma pequena despedida ou satisfação, não custa nada e é uma forma de mostrar alguma consideração e respeito por aqueles que partilharam o espaço.

Cristal disse...

Tudo bem que és livre de sentir falta de consideração e respeito no mundo virtual, mas se o encarares como o mundo real, também há vezes em que desaparecem pessoas da tua vida e nem água vai nem água vem. Vai muito do virtual ao real? Qual é a surpresa?

AUFDERMAUR disse...

Absolutamente de acordo!!!

Maria Manuela disse...

Entendo-te. E sim, mesmo a ter que sair e dar em debandada sempre deixei uma explicação.

:)

afectado disse...

rosebud, ficarei ansiosamente à espera... tardou mas apareceu :)

afectado disse...

dermatologistested, dava um livro :P

então não é... escreve-lo é uma aventura :)

afectado disse...

francisco vieira, pois, esse tipo de exigências em relação aos visitantes é algo assim para o estúpido.

obrigado, volta sempre!

afectado disse...

ana gg, nem mais!

afectado disse...

cristal, certo, e também isso na vida real é uma falta de consideração e de educação.

afectado disse...

AUFDERMAUR, :)

afectado disse...

maria manuela, e no teu caso, se não deixasses, eu até percebia apesar de ficar triste...

Anónimo disse...

é por coisas dessas que muito muito pouca gente sabe que eu escrevo um blogue... e já tive chatices por não querer dizer a amigos o nome do blogue...

enfim.. o melhor é mesmo não dizer a ninguém que se escreve um blogue, isso só dá chatices...

de Marte disse...

Não te apoquentes,
já estou de volta!

:P

afectado disse...

anónimo, quem és tu? :P

afectado disse...

de marte, eu sabia que tu voltavas... tu não resistirias muito tempo longe hehehehe :P

Vani disse...

Tás-me a chamar mal-educada, pah????? :D :-p

Vani disse...

E bloqueio mental, não entra na lista de desculpas? Ou, encolhimento da massa encefálica em virtude das subidas do mercúrio no termómetro???

afectado disse...

vani, eu falava das pessoas que não voltam...

Gingerbread Girl disse...

Não pá... morreram todos! :D

afectado disse...

gingerbread, nah, o que se passa é que são mal educados.

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO