domingo, outubro 14, 2007

Momento de grande idiotice!

Entrevista a Monsenhor Luciano Guerra, Reitor do Santuário de Fátima:

Na sua opinião, uma mulher agredida pelo marido deve manter o casamento ou divorciar-se?

Depende do grau da agressão.


O que é isso do grau da agressão?

Há o indivíduo que bate na mulher todas as semanas e há o indivíduo que dá um soco na mulher de três em três anos.


Então reformulo a questão: agressões pontuais justificam um divórcio?

Eu, pelo menos, se estivesse na parte da mulher que tivesse um marido que a amava verdadeiramente no resto do tempo, achava que não. Evidentemente que era um abuso, mas não era um abuso de gravidade suficiente para deixar o homem que a amava.

É preciso fazer algum comentário a estas respostas??

Nota: Excerto da entrevista retirado do Avenida Central.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

3 Comentários:

Mário Franco disse...

como diz o 'outro': 'uma tapinha não doi,uma tapinha não doi...'

Suspeita disse...

Foi esta entrevista sim! Eu não a li, mas ouvi o Júlio Machado Vaz a comentá-la na rádio e ele também falou desta parte!

Ai, ai ... ele é que devia levar uma bela surra!

Escrever não dói disse...

pfff

herege!

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO