terça-feira, agosto 24, 2010

A teoria da relatividade aplicada ao trânsito

Se estamos meia hora parados no trânsito, ficamos fulos. Se estamos uma hora, podemos matar alguém. Se estamos duas horas, ainda nos suicidamos só para não passar por aquilo. Mas vendo bem, nada disto se justifica. Afinal o que são duas horas a apanhar sol ou a ver a chuva lá fora cair, quando na China uma fila de trânsito com mais de 100km de extensão, que só será desfeita em Setembro? De repente o carro passou a ser a primeira casa, e os seus condutores ganharam hábitos novos. Na fila de trânsito jogam xadrez, cartas, caminham, dormem, comem, etc. Na notícia não refere como desenrascam eles a casa de banho, mas eu suponho que seja na mala do carro, uma espécie de não ter cão e caçar com gato. Entretanto deve haver algumas pessoas a aproveitar para dar uma escapadela, ligando para casa e dizendo que só regressam em Setembro, quando se safarem do trânsito. Sempre será mais credível que a típica e muito batida viagem de negócios.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

6 Comentários:

Malena disse...

Possa! Ainda bem que não vivo na China! ;)

Fi disse...

Não imagino como será que aquela gente se aguenta! É que existem muitas questões que se levantam e não é só essa da casa de banho! Completamente inconsebível na minha cabeça!

Pingos de Chuva disse...

Gostava de ver um daqueles apressados, que buzina se o carro da frente não arranca em 2 segundos depois do semáforo ficar verde, no meio desse engarrafamento. :)

afectado disse...

malena, também digo o mesmo :)

afectado disse...

fi, quais questões?

afectado disse...

pingos de chuva, matavam alguém :)

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO