domingo, agosto 08, 2010

Soltando o treinador de bancada

A vitória do Porto sobre o Benfica foi justa e não há muito a dizer sobre a mesma. Parabéns ao vencedor, honra aos vencidos. No entanto a derrota deve servir de reflexão por parte dos benfiquistas. Não querendo crucificar Roberto, mas também não podendo ignorar o que tem vindo a fazer desde que chegou, será ainda complicado entender que nunca se devia ter dispensado o Quim? A defesa confiava nele, ele dava segurança, para quê mudar? Sim, podia-se reforçar a posição, mas o Quim tinha que ficar no plantel. Criou-se um problema onde o mesmo não existia.

Quanto às saídas de Di Maria e Ramires, a que mais me preocupa é a deste último pois é o mais difícil de substituir. É um jogador de qualidades raras, e que deixou o plantel carente na posição dele. Vamos esperar para ver como a coisa vai ser solucionada. Não deixa de ser curioso que afinal tenham saído dois jogadores por valores inferiores à clausula de rescisão... mas nada que surpreenda os mais atentos.

E pronto, assim começa mais uma época futebolística com a derrota benfiquista numa taça tendencialmente portista. Venha o resto...


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

11 Comentários:

ML disse...

Mas que treinador de bancada tão sensato! :) Gostei!

E já agora.... Portooooo! ;)

Auroque Danado disse...

O Luisão é o melhor guarda-redes que o Benfica tem nesta altura.

Não posso esquecer que Jesus ainda no último jogo disse que os jogadores eram inteligente porque sabiam interpretar a estratégia por ele delineada. Ora, com esta derrota, só posso tirar uma conclusão...

E tanto não percebo o critério do Jesus em prosseguir a aposta no Roberto, como não percebo as regras para a nova temporada, que dizem que falta por trás com o jogo em andamento dá direito a cartão vermelho, e rasteira / pisadela com o jogo parado dá direito a cartão amarelo.

Espero que o Jesus acorde enquanto é tempo, despeça o Roberto por incompetência, e vá buscar um guarda-redes à altura do Benfica. Tanto guarda-redes por aí à solta: o Bruno Vale, da Oliveirense, por exemplo. Ou o Dudek, ou o Cudicini. Agora, este Roberto, por amor de deus.

johnny disse...

Para o Di Maria vem o Robinho, para o Ramires vem o Tiago.

Megan disse...

Não me importo que o Roberto esteja sempre na baliza.

Bibó Porto :D

Cirrus disse...

Equipa cansada, claramente. Pré-época muito exigente, dará frutos mais tarde.
Até agora, QUEM é o Roberto? Deu três ou quatro grandes assistẽncias a jogadores do fóculporto. Excelente distribuidor de jogo. Gurada-redes é que não vi nada. Quem sabe não começa a acertar? Mas até agora...

afectado disse...

ml, quando a derrota é justa, eu reconheço sem qualquer problema...

auroque, pois, o david luiz fez merda nesse lance.

johny, jorge mendes, és tu?

megan, vai-te lixar :P

cirrus, eu quero acreditar que ele vai melhorar, mas ele não ajuda a ter fé.

Luís Maia disse...

eu acho que o roberto ainda me vai dar muitas alegrias

Dylan disse...

Como é sabido, o Ramires não pertencia inteiramente ao Benfica, logo...
Quanto ao Di Maria, apesar de ter saído abaixo da clausula de rescisão, o seu contrato por objectivos vai com certeza render muito mais do que os 25 milhões...
Era bom que, quem contratou o Roberto e o Júlio Cesar admitisse que errou e falasse menos...Era bom saber porque motivo o Maxi chegou tão tarde e como é possível um jogador como o Peixoto ser titular na defesa.

Mesmo assim, com um ou outro acerto no plantel, penso que o Benfica tem condições para dominar novamente a época desportiva em Portugal.

afectado disse...

luís maia, também tenho fé no patrício :)

afectado disse...

dylan, claro que sim, nada contra ambos os negócios. no entanto, houve alguém, que não eu, que disse que apenas um sairia abaixo da clausula. se essa pessoa tinha noção do contrato do ramires, então ou dizia dois, ou não vendia o di maria. mas pronto, adiante, só se acreditou nisso quem quis, e eu desde inicio que disse logo que aquilo tresandava a mentira.

o júlio cesar foi um guarda redes mais barato, até aceito que falhe ou que precise de tempo. o roberto é um caso diferente. pelo valor investido, a resposta tem que ser mais imediata, não tem grande margem para ser um flop.

no entanto é preciso dar um bocado de calma ao guarda-redes. lembro-me que o preud'homme no inicio também teve uma ou outra gaffe que levantou dúvidas...

no entanto, está difícil acreditar no roberto, está mesmo.

também acho que com alguns acertos, temos condições para no mínimo fazer uma época tão positiva como a anterior. mas sem esses acertos não acho fácil...

Auroque Danado disse...

Epá, calma aí, ó Afectuado, o Michel Preud'homme quando veio para o Benfica já era um guarda-redes consagrado, com provas dadas, competições europeias ganhas, jogos em grandes competições internacionais de selecções, não era o terceiro guarda-redes de um clube que não é campeão desde que farmácia se escrevia com ph, nem era titular numa equipa de meio da tabela. Era um guarda-redes com provas dadas e, embora não me recorde de ter metido água quando chegou, se isso aconteceu não foram 14 seguidas. Tenho todo o respeito e admiração pelo Preud'homme. Um guarda-redes com provas dadas pode mandar frangalhadas e ainda assim ser reconhecido como um grande guarda-redes (vide Schmeichel), um caramelo que nunca provou nada e que só veio para encher os bolsos a duas ou três pessoas não pode ter grande margem de manobra. Mas em minha opinião ele só teve culpa nos primeiros 6 perus que mandou, os da pré-época. Agora, a culpa é de quem insiste em pô-lo a jogar. Espero que nos próximo jogo o Jesus se manque. A não ser que esteja previsto chover uma comissão se o jogador fizer um número mínimo de jogos...

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO