quinta-feira, maio 06, 2010

É como o boomerang: vai e volta

No secundário tinha uma colega que era considerada boa (esqueçam lá isso do boa rapariga, a ideia é outra) pela generalidade dos rapazes. Ela sabia que o era, mas mais que isso, ela achava-se ainda melhor do que aquilo que era. Até era uma rapariga simpática, mas tinha um problema, achava-se melhor que as outras só por ser boa e por os rapazes olharem mais para ela do que para essas outras.

Passado muitos anos cruzei-me com ela. Íamos ambos com pressa, ela não me terá reconhecido, eu só a reconheci quase no limite dela desaparecer do meu campo visual. Não sei o que se passou, mas o aspecto dela mudou muito. O metabolismo dela certamente abrandou violentamente pois a rapariga deixou de ter as curvas que tinha, e passou a ter outras curvas. Estava tal e qual, ou mesmo pior, que aquelas de quem ela se achava superior apenas por ser mais atraente. Coisas da vida.
 


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

13 Comentários:

AUFDERMAUR disse...

Ui ui! Quer-me parecer que tu foste daqueles que levou uma tampa dela e agora se regozija com o aumento de peso dela:D É muito bem feito! Detesto pessoas convencidas, mesmo que tenham motivos para o ser!

afectado disse...

aufdermaur, nada disso! éramos apenas colegas, nada mais que isso...

Pronúncia disse...

Acontece a muito boa gente...

AUFDERMAUR disse...

afectado, esse nada mais do que isso seguido de reticências... humm:D

afectado disse...

pronúncia, é verdade. mas é giro quando são casos assim. a ironia da vida por vezes é engraçada :)

afectado disse...

aufdermaur, mesmo nada a ver! :)

Pronúncia disse...

E a ironia ainda é maior quando a boa do liceu encontra a gordinha do mesmo liceu, para quem nenhum rapaz olhava, que entretanto se transformou em boa e agora não são os rapazes que ficam a olhar para ela... são os homens mesmo!

Isso é que é ironia... também já vi acontecer!

e-Pombo disse...

Muitos casos que passaram na minha escola, foram mesmo essas miudas que se "desenvolveram" bem mais cedo e que tudo andava atrás delas... mas, passados uns anitos, as outras começaram a ganhar curvas, e essas, emancipadas como eram já estavam a ficar "descaídas"... ora, suponho que tenha sido isso que aconteceu com a tua amiga :)

Vera disse...

É a vida. Nunca gostei de pessoas que se acham superiores ou pelo seu aspecto, ou pelo que têm. Mas estas lições são boas... sem dúvida.

Poetic GIRL disse...

Acho que isso acaba sempre por acontecer a quem se acha mais do que os outros, quer fisicamente, quer intelectualmente. Prefiro as pessoas que não são presunçosas... prefiro as pessoas simples, mas únicas... bjs

Gingerbread Girl disse...

Ui, até me arregalo. :D

Joana disse...

Mas ao menos aproveitou enquanto tinha as tais curvas.
Agora pode ter outros talentos escondidos.

Anne disse...

uuuuiiiiiiiii dessas há muitas.... agora é vê-las gordas e sebosas a passear os três filhos em fato de treino.....

ok eu sei que estou a ser má mas não consigo evitar - recalcamentos de adolescência!!!!!!!!!!!

:D :D

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO