domingo, outubro 11, 2009

Coisas fantásticas

Mais extraordinário do que voltar a ver a selecção portuguesa a marcar 3 golos, é 2 golos desses golos terem sido marcados por um jogador nascido em Portugal. Não é um feito fácil, acreditem.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

15 Comentários:

Cirrus disse...

Já chega dessas coisas! O que interessa é que as coisas estão a endireitar, tal como eu sempre suspeitei e me chamaram maluco! Temos grandes jogadores e ainda vamos ter uma grande equipa!

E se a apoiássemos? Que tal ir a Guimarães, na quarta, mostrar como o Norte também sabe apoiar a selecção, em vez de andarmos aqui com novelas? A França tem onze jogadores originários de outras paragens e não vejo ninguém queixar-se! A Alemanha tem quatro polacos e um turco-brasileiro a jogar e ninguém repara! A Argentina tem uma equipa 75% composta por descendentes de italianos! A Suécia, esse potentado do futebol, que toda a gente diz que devia ir ao Mundial em vez de nós, tem dois jogadores nascidos na ex-Juguslávia - Ibrahimovic e Masterovic! A Espanha ainda tem o Sena! A Finlândia tem os irmãos Eremenko, dois russos!

Vamos lá acabar com isto! É que, se não puxarmos por Portugal, vamos puxar por quem? Temos outro país?

afectado disse...

cirrus, é um facto, temos grandes jogadores.

já toda gente sabe que o norte sabe apoiar a selecção. não me parece que isso sequer possa ser posto em causa.

quanto ao que falas dos naturalizados, eu sempre festejei os golos do deco e do pepe. e do liedson também festejo. mas isso não me impede de olhar para a situação com alguma preocupação. isto pode ser bom no imediato, mas é só isso.

e não é por no líbano um violador poder escolher casar com a mulher violada e assim não ser punido ou por na arábia saudita um pai poder casar a sua filha com 1 ano de idade desde que o sexo seja adiado até à puberdade que eu teria que gostar ou aceitar ver em portugal as coisas serem assim.

Cirrus disse...

Meu caro, olharmos as coisas dessa forma é como olhar para os destroços do Titanic e não atentarmos no que aconteceu na noite do naufrágio.

Se os digníssimos presidentes dos clubes portugueses têm 70% de estrangeiros nas suas equipas, queres que a selecção tenha muito por onde escolher??

A culpa é desses, não de quem é forçado a naturalizar para ter alguns jogadores de qualidade!

afectado disse...

concordo contigo, o problema começa nessa mentalidade em que tudo o que vem de fora é melhor que os de cá. e por vezes parece que preferem pagar mais por um brasileiro qualquer quando poderiam ter um jogador igual ou melhor, português, por um preço igual ou inferior.

Pronúncia disse...

O importante é que ganhou.

Sinceramente também não vejo com bons olhos a inclusão de estrangeiros que se naturalizam portugueses na selecção, apesar de festejar os golos na mesma.
A tendência não é só nossa, mas uma coisa é certa, acho que se começa a perder a noção de Selecção... começamos a ter outra coisa qualquer, não sei é o quê!

Mas o que mais me irrita, na questão das naturalizações de estrangeiros para poderem jogar pela Selecção... é a RAPIDEZ do processo, quando há muitos que estão anos para a conseguirem. Só que não são jogadores de futebol, não é?

Por acaso até estou a ponderar ir ver o jogo a Guimarães. :)

afectado disse...

pronúncia, não será por serem jogadores de futebol, mas sim por serem jogadores de futebol que interessam à selecção. sabes que convém a muita gente que a selecção mantenha os portugueses contentes :)

Pronúncia disse...

Afectas, claro que sim.

Mas olha que eu também faço parte do grupo que fica contente quando a Selecção ganha... não vivo é em prol da Selecção! A vida é muito mais que isso! :)

Crayon disse...

q mauzinho...desde q ganhe...lol

afectado disse...

pronúncia, eu também fico... e vibro com isso quando vejo os jogos. aliás, costumo ver sempre, mas confesso que com o queiroz perdi um bocado essa "obrigação" de ver sempre.

afectado disse...

crayon, sim, o importante foi ganhar.

Isabel Rodrigues disse...

Tens toda a razão, o Simão ontem esteve em grande. E não percebi muito bem aquela coisa do Deco ser capitão...mas enfim!

afectado disse...

isabel rodrigues, o simão é um excelente jogador que infelizmente tem sido algo injustiçado na selecção nacional.

Sara non c'e disse...

Eu não acho que haja desculpa alguma para nos resignarmos a ter cada vez mais naturalizados na nossa equipa nacional. Isso é assumir que, para ganharmos alguma coisinha, mais vale desfrutar desta benesse que o sistema dá de ser defraudado.. A sério, qual vai ser a piada de ver Portugal ganhar com metade da equipa a chamar-se liedson, evanilson e robertão? Para mim não tem piada, a génese das selecções era medir a força de cada país, incentivando-os a apostar na formação. Como isso aqui não está a acontecer, é mais fácil dar a volta ao sistema do que ir ao cerne da questão. Comigo não... e já deixei de sentir a selecção como sentia.

Cirrus disse...

Bem, em rigor, é preciso relembrar que a selecção já teve muitos mais naturalizados do que tem agora...

Diaboderoupacurta disse...

Sempre que ouço o nome "Selecção Portuguesa" e olho para a equipa, dá-me vontade de rir! lol Portugueses: procura-se!

Mas o nosso Simão, vale por muitos, oh oh (:

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO