domingo, março 15, 2009

Consequências

Depois do jogo de ontem já tive oportunidade de ver vários benfiquistas pedir a cabeça de Quique e a dizer que o que faz falta ao Benfica é um treinador como Jorge Jesus. Eu gosto imenso do Jorge Jesus pois é um treinador que realmente percebe do que faz, mas acho complicado que este súbito desejo pós derrota contra o Guimarães tenha alguma consequência prática. No máximo, a consequência mais imediata que terá vai ser apressar o Pinto da Costa a assegurar o ainda treinador do Braga já para a próxima época no clube do dragão. Oxalá me engane.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

18 Comentários:

Bruno disse...

Acho que o Jorge Jesus merece treinar um grande, nem que seja por nos propiciar escutá-lo todas as semanas na antevisão do jogo, depois na zona de entrevistas rápidas após o jogo, depois nas conferências de imprensa. São homens como este que me fazem permanecer atento ao fenómeno futebolístico por cá. Porque para ver futebol a sério, valem mais uns joguinhos da liga inglesa. Uma jornada da liga inglesa vale por uma época inteira da nossa liga sagres.

PDuarte disse...

o que vier arde.

afectado disse...

bruno, o jorge jesus merece treinar um grande por ser um treinador com talento. há pessoas que, tal como tu, gozam com ele pelas suas tiradas cheias de "bugs", mas eu prefiro focar-me na qualidade que ele tem. mais profissionais em portugal tivessem a qualidade que ele tem na sua actividade e bem estávamos nós.

afectado disse...

pduarte, excelente adaptação do "quem vier morre" :)

Bruno disse...

Afectado,
pode ser um treinador com talento, mas será que chega para treinar um grande?
Treinadores com talento que depois chegaram aos grandes e acabaram por ser um fiasco foram muitos: Quinito, Couceiro, Manuel José, Jesualdo Ferreira (no Benfica), Fernando Santos (no Benfica e no Sporting), Peseiro, Marinho Peres, Paulo Autuori, Manuel Fernandes...

Todos eles se mostraram muito talentosos quando treinaram equipas de menor historial (tirando o Jesualdo, que nunca mostrou nada), e depois quando aterraram nos grandes de Lisboa não fizeram nada.

Às vezes, não basta ser bom profissional nem ter talento. E o bom profissionalismo e o talento avaliam-se depois de eles estarem a treinar.

É muito simples, se o Jesus for para o Porto arrisca-se a ser campeão, se for para o Sporting ou Benfica, arrisca-se a não ser.

O Jesualdo no Benfica teve a pior classificação de sempre. Nos outros clubes nunca fez nada. No Braga destacou-se, e no Porto ganhou.

O Mourinho também ganhou porque foi para o Porto.

Só o Couceiro e o Quinito não se safaram nas Antas.

De resto, só me recordo de um nome que conseguiu dar o salto para um grande lisboeta e sair vitorioso: o Inácio.

Por isso, o Jesus é bom para o Benfica, mas agora que está no Braga. Se rumar à Luz, pode deixar de ser. Mas eu gosto dele, o cavalo branco, e diverte-me.

afectado disse...

chega para treinar um grande e a prova disso vai ser quando estiver no porto e for certamente campeão.

quanto ao mourinho, só ganhou no porto porque no benfica nem teve tempo para aquecer o banco. podia não ganhar nada, podia ganhar tudo, nunca o saberemos.

a questão é que no benfica nem portugueses, nem estrangeiros servem. excepção ao trappatoni o que é que os outros fizeram?? e já tivemos alguns bem reputados e com grandes competições vencidas noutros clubes.

aliás, destes últimos, o que esteve mais perto de ganhar um campeonato foi o fernando santos que é português. curiosamente destes últimos também foi o que pôs a equipa a jogar melhor!!

Bruno disse...

Mas é isso que eu digo.

No Porto, qualquer um é campeão e só não é se andar a dormir por lá.

No Benfica e no Sporting já é mais difícil, e é preciso que no Porto haja alguém que esteja a dormir.

E nos pequenos, qualquer um que ponha a equipa entre o oitavo e o quarto lugar é considerado treinador com talento. E às vezes até nem é preciso. Vide Vítor Pontes, de quem diziam ser o novo Mourinho e quando foi preciso mostrar serviço ajudou a pôr o Leiria num lugar à dimensão do clube.

afectado disse...

bruno, a questão é que eu já achava o jorge jesus um bom treinador nos seus tempos do estrela. vê-se que é alguém que prepara bem os jogos, estuda o adversário. e não concordo, com isso dos treinadores entre o 4º e 8º. o álvaro magalhães já pôs o gil vicente em 6º e não me parece um bom treinador. bom adjunto até pode ser, mas bom treinador...

o vitor pontes é melhor do que o que agora se diz. e, claro, não é tão bom como se disse na altura em que apareceu.

johny disse...

Eu não acho que seja um grande treinador, ou melhor, até será, mas para um certo tipo de jogadores, um tipo de jogadores com o qual funciona a sua linguagem. Não estou a imaginar o Jorge Jesus, por exemplo, a treinar o Benfica, partilhando com os jogadores as suas tiradas gloriosas, para depois ser gozado por eles. Imagino alguns jogadores mais 'sábios' a ouvi-lo e a corrigi-lo logo de seguida.

Aposto um jantar (pode ser em Braga, num restaurante que pratique as 'diárias) que não se safa em nenhum dos grandes... nem no Porto!

Bruno disse...

Johny, mas jogadores mais "sábios" há em todos os clubes e não apenas nos grandes. O que poderás dizer é que provavelmente lhe faltaria carisma para lidar com jogadores de outra dimensão, com outro tipo de experiência em outros futebóis. É preciso ter o peso da autoridade moral, para enfrentar certo tipo de jogadores. O Jesus estaria sempre condicionado por nunca ter ganho nada e por nunca ter treinado um grande clube. Só se fizesse como o Mourinho quando foi para o Porto. Vistas bem as coisas, não tinha muitos jogadores que pudessem cantar de galo e beliscar o estatuto que ele ainda não tinha. O que ele fez foi "agarrar" nos jogadores de maior estatuto, Baía, Jorge Costa, dominá-los e tê-los ao dispor para controlar o resto, que era raia miúda.

Quanto ao jantar, não aposto. Acho que o Jesus (ou até o Paulo Bento, mas também o Cajuda, ou o José Romão, ou o Luís "Campas") chega ao Porto e limpa o campeonato com uma perna às costas. É a dura realidade, mas é a realidade.

afectado disse...

johny, eu aposto contigo em como se o jorge jesus for para o porto, será campeão! :)

johny disse...

Tá apostado!

Quanto ao 'sábios', Bruno, referia-me precisamente ao que tu disseste, não achando que o Jesus tenha capacidade para lidar com eles.

Cirrus disse...

JORGE JESUS é uma grande treinador que será CAMPEÃO NA PRÓXIMA ÉPOCA - já assinou pelo PORTO há MUITO tempo.

Resta-nos aguentar o Quique ou ir buscar o José Mota.

afectado disse...

cirrus, do josé mota não gosto eu muito :s

Cirrus disse...

José Mota é o único treinador português que não compra jogadores para fazer uma equipa - nunca exigiu contratações a clube algum, jogou sempre com o que a casa já tinha. E tem muito melhores resultados que o Jorge Jesus.

afectado disse...

sim, isso é verdade, tem feito omeletes sem ovos. talvez tenha melhores resultados que o jorge jesus num referencial local, mas não num global.

johnny disse...

vim aqui rever a aposta. Ainda se aplica, mesmo estando no Benfica e não no Porto?

afectado disse...

johny, já nem me lembrava disto :)

não se aplica como é óbvio... actualmente no benfica qualquer treinador se arrisca a não ser campeão! era uma aposta muito inclinada :P

apesar de eu gostar dele e achar que vai fazer um bom trabalho (o que não quer dizer que ganhe o campeonato).

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO