terça-feira, março 24, 2009

Começa cedo

Desde que há cerca de duas semanas os dias começaram a ficar mais quentes já perdi a conta a quantos incêndios vi activos. Ainda só vamos em Março, a primavera está no ínicio e isto já vai assim. Ainda agora fui ao jardim e senti no ar cheiro a fumo. Provavelmente é mais algum incêndio. Este ano promete para os incendiários!


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

24 Comentários:

Bruno disse...

Tivemos um inverno relativamente chuvoso, o que ajudou ao crescimento de vegetação rasteira e dos ramos mais finos nas árvores, massa combustível que representa um elevado risco de propagação em caso de incêndio.

Se a primavera for seca, o rastilho para um verão "fogoso" pode estar incendiado. A chamada "manta morta", aquela camada superficial que se encontra nas florestas, constituída por ramos ou erva, seca muito rapidamente. Se os próximos meses forem secos, podemos ter um grande problema entre mãos.

Tudo depende do calor que vai fazer, da humidade ou falta dela, e de uma ou outra ajudinha extra.

E se houver crise temos sempre o Ministro Rui Pereira para pegar numa ampulheta e pôr os helicópteros kamov em acção. Se não chegarem atrasados.

mary disse...

Estou muito triste :( Adoro o Gerês...e não percebo como se pode querer acabar com tal beleza! Bolas!

Bruno disse...

Há anos aconteceu o mesmo numa das vertentes da Serra da Estrela. E de certa forma foi um património que se perdeu irremediavelmente. São árvores que levam muitos anos a recuperar. Aliás, alguém me disse que algumas zonas da Serra da Estrela são extremamente áridas por causa de um grande incêndio que levou as árvores que por lá havia, há muitos, muitos anos.

O mais caricato desta cena toda é que depois vai-se a ver e alguns dos tipos que ateiam fogos são bombeiros. Quero acreditar que são apenas excepções.

Mas também não vou pôr as mãos no fogo. Até porque me queimava.

Allie disse...

Andam todos malucos, excitadissimos. Veio o calor mais cedo e eles podem começar também mais cedo, o seu trabalho de destruição. Cambada de estúpidos.

Dylan disse...

O mais grave é a floresta ancestral da Albergaria, no Gerês, a arder descontroladamente.
Que tal pormos todos estes desempregados a vigiarem as matas?

Treze disse...

Ia em 180 há cerca de 2 semanas.

É para o recorde este ano?

afectado disse...

bruno, vejo que sabes muito da matéria... eu apenas sei isto: era apanhar os incendiários e fazer uma fogueira com eles :)

afectado disse...

mary, e foi grave...

afectado disse...

bruno, bombeiros? essa não sabia mesmo. mas seja quem for, era fazer o que já disse 2 comentários atrás!

afectado disse...

allie, "bota" estúpidos nisso!

afectado disse...

dylan, desde que recebessem para isso, concordo!

afectado disse...

treze, estão bem encaminhados :s

claudia oliveira disse...

todos os anos é a mesma coisa

afectado disse...

claudia oliveira, mas este ano parece-me que começou com mais força...

Pronúncia disse...

É sempre a mesma desgraça. Uma pouca vergonha é o que é!

Dylan, a Mata da Albergaria não ardeu. O fogo andou lá perto, mas conseguiram evitar que atingisse mesmo a Mata.

Já o ano passado tentaram fazê-la arder. Mais ano, menos ano e ela arde de certeza... infelizmente!

afectado disse...

pronúncia, era bom que apanhassem as bestas antes que consigam!! :(

Bruno disse...

Afectado, não percebo assim tanto sobre o assunto, há quem perceba mesmo muito.

Há uns anos tive de preparar um trabalho sobre isto, e fui para o campo falar com várias pessoas, mais entendidos ou gente das zonas mais maltratadas pelo fogo. E fiquei a perceber algumas coisas:

1. Não conhecemos a nossa floresta.

2. A nossa floresta é desordenada, suja, cresce sem lei, e quando o fogo começa é ainda mais difícil detê-lo.

2. Há vários factores que marcam o risco: climatéricos e também do tipo de floresta que temos.

2. É preciso apostar em força na prevenção e isso não tem sido feito.

3. A Portucel tem em Portugal uma área de mais de 120 mil hectares de eucalipto, e dispõe de meios próprios de detecção e combate a incêndios (pesados e ligeiros). Raramente ouvimos falar de fogos na área da Portucel. E quando acontecem são logo atacados. Mas mais comum é ver as equipas da Portucel reforçarem os contingentes de combate ao fogo fora da área de floresta que têm.

A prevenção resulta ou não?

Quanto a bombeiros incendiários: já houve vários casos. E há também casos de gente que não tem consciência do que está a fazer. E há gente que sabe muito bem o que está a fazer. E há incêndios que nascem por dá cá aquela palha (e já agora um fósforo).

Bruno disse...

Peço desculpa, mas só sei contar até 3... ;)

Vani disse...

É incrivel, quando é relativamente fácil evitar estas desgraças: é estar preparado, é estar alerta, é limpar a floresta antes das épocas propícias aos fogos...e já agora, deviam começar a tentar identificar possiveis incendiarios, sei lá através de inquéritos que tracem perfis...mas profilers em portugal, só pode ser anedota :-p.

Cirrus disse...

Não sejam ingénuos - este ano é ano de eleições. Logo, ano de incêndios.

Claro como a água.

afectado disse...

bruno, sem dúvida que o caminho certo é a prevenção!

vá com esforço ainda contas até 5 haha

afectado disse...

vani, csi a mais? :)

afectado disse...

cirrus, incêndios para alguns políticos, isso sim :P

Cirrus disse...

É uma realidade, infelizmente. Em anos de eleições os incêndios multiplicam-se a ritmo assustador. este não vai ser excepção. Com certeza se lembram do ano fatídico da desgraça de Oleiros e Proença. Foi ano de eleições. Faz parte da campanha eleitoral, pelos vistos. Não se admirem que ainda este ano vejamos os principais Parques Nacionais a arder.

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO