terça-feira, fevereiro 17, 2009

Banco Alimentar, já não são precisos mais voluntários?

Uma das acções de solidariedade que mais me diz é a do banco alimentar contra a fome por diversos motivos que não interessa estar aqui a explicar. O problema é que uma pessoa põe as expectativas em alta quanto a estas organizações e depois podem acontecer algumas desilusões. Há sensivelmente dois meses, prevendo que ia passar uns tempos com mais algum tempo livre do que o que estava habituado desde que comecei a trabalhar, ofereci-me como voluntário para o Banco Alimentar. Estava realmente motivado a dar uma contribuição que de alguma forma pudesse ajudar esta causa. Passados dois meses continuo sem resposta.

Eu percebo que não precisem de mais pessoas (apesar de se ouvirem sempre queixas que dava jeito ter mais voluntários) e em nenhum lado é bom ter gente a mais a trabalhar. Chega-se a um ponto que não se trabalha, só se atrapalha. Mas penso que o mínimo era uma resposta à minha candidatura a dizer que neste momento não precisavam, mas que quando precisassem certamente chamavam. Pode parecer que estou a ser mesquinho, mas eu não acho. Tendo em conta a causa, o facto de uma pessoa contribuir com o seu tempo e trabalho de forma gratuita, o mínimo era uma palavra de agradecimento pelo facto de nos termos voluntariado e o deixar a porta aberta para o futuro. Assim, continuo a apreciar a causa e a louvar a mesma, mas se um dia quando precisarem for contactado, não sei mesmo se ainda vou estar interessado em contribuir com o meu tempo e trabalho.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

31 Comentários:

forteifeio disse...

Estranho. Muito estranho. Fazes um post sobre putos imberbes que fazem um filho e tens 28 comentários. Fazes um post sobre o Banco Alimentar, interessante, com um motivo mais que preponderante, porque se trata de uma acção de voluntariado e ninguém diz nada. Ninguém tem nada para dizer....

afectado disse...

forteifeio, em portugal existem palavras que queimam...

e há pessoas que têm algum "pudor" em falar de coisas que à partida pouca gente fala (como por exemplo lançar uma crítica mais que merecida ao banco alimentar).

Sayuri disse...

Já experimentaste contactar a entrajuda?

forteifeio disse...

Afectado

para mim subiste na minha consideração.

afectado disse...

sayuri, não. dei agora uma vista de olhos ao site, não tinha conhecimento deles.

afectado disse...

forteifeio, :)

Pronúncia disse...

Não estás a ser absolutamente nada mesquinho.

Pelo menos a um agradecimento devias ter direito. Era o mínimo.

Mas olha que há mais causas que se calhar agradecem e precisam...

Van disse...

Desculpa lá, ainda não tinha visto o poste, pah!! Não se passa aqui a vida!! (cof cof! :D) Há que dar tempo às pessoas de lerem e responderem...

Pois, olha, percebo muito bem o que dizes!!! Há um tempo candidatei-me como voluntária no Zoomarine, mesmo sabendo que esses voluntários são escravos, e...nada! Nem uma respostinha, nada. Pois que vão pó cacete! :-p Percebo muito bem o que dizes! ;-)

O voluntariado pode fazer-se de diversas formas, não só nas associações "especializadas". Basta estendera mão ao próximo. Comprar uns pensos rápidos ao miúdo. Deixar uma moeda com um velhinho sem abrigo. Motivar formandas de estrato cultural mais baixo. Confortar desconhecidos. Dar um sorriso a um bébé. Fazer uma festa, ou dar alimento a um gatinho ou canito vadio (andava eu a alimentar o raio da gata qd descobri que era a gata da minha vizinha de baixo, que se andava a escapulir ahahah...)...

Van disse...

Mas, se quiseres, atiro para aqui vinte comentários num instantinho!!

afectado disse...

pronúncia, eu sei que há. mas houve algumas razões para eu me sentir mais atraído por esta. acho mesmo inadmissível não dizerem nada em mais de 2 meses...

Rita Carapau Sardinha Frita disse...

Eles devem de estar com mta gente a candidatar-se e lá a trabalhar, por isso devem de estar a menosprezar as candidaturas que recebem. Mas por este andar qualquer dia vão precisar de pessoas e não vão ter. Bem feito!

Beijinhos

afectado disse...

van, os comentários não me dão de comer :). mas a observação do forteifeio foi bastante pertinente...

quanto ao que dizes, claro que a solidariedade não acaba no banco alimentar! mas já tinha na cabeça há uns tempos fazer este post... fui deixando passar tempo na esperança que eles diriam alguma coisa. mas pronto, é assim.

afectado disse...

rita, nesta altura não precisam de tanta gente como no natal por exemplo. mas se tenho algum tempo livre, tentei ajudar. o mínimo era responderem a dizer que no momento não precisavam mas que no futuro contactariam...

O Criminoso disse...

NOVO VISUAL, NOVO ENDEREÇO, A MESMA MERDA DE SEMPRE

ocriminoso.blogspot.com

Abraço

Ana GG disse...

De facto é caso para perder a vontade de coloborar.
Possivelmente as grandes organizações já têm voluntários em excesso (?????), o que não desculpa um agradecimento ou uma justificação para com aqueles que de uma forma solidária oferecem a sua ajuda. Podemos sempre ajudar quem precisa de outras formas...às vezes os "problemas" estão mais perto de nós do que aquilo que julgamos, é só uma questão de abrirmos os olhos.
Felizmente, porque estava atenta e me preocupo, já consegui ajudar vários alunos meus.
Lixa-te para a organização do banco alimentar contra a fome e procura quem precise perto de ti.
:)

ipsis verbis disse...

Pois, mas assim podem continuar a queixar-se...

afectado disse...

ana gg, se nesta altura não precisam, não sabem o dia de amanhã...

se até há empresas que comunicam à pessoa que enviou uma candidatura espontânea que no momento não precisam mas que se precisarem no futuro avisam...

mais obrigação tinha o banco alimentar pois uma pessoa está a disponibilizar o seu tempo e trabalho de graça! é uma questão de respeito e consideração para mim!

afectado disse...

ipsis, pois, assim podem vir para a televisão chorar quando precisarem...

Ana GG disse...

Eu concordo contigo e compreendo perfeitamente a tua revolta. Por isso sou de opinião que nem sempre as grandes organizações são credíveis.

afectado disse...

ana gg, pois, realmente há algumas que têm uns negócios estranhos (acho que há uns anos houve uma que foi apanhada...)

quanto ao banco alimentar, eu não ponho em causa a sua credibilidade enquanto organização. acho que deviam era ter mais respeito por quem se disponibiliza a ajudar!

mas tens razão, ajudar os que estão perto... também não me parece mal :)

Bruno Fehr disse...

Fui voluntário do banco alimentar quando estudava e na verdade na altura, havia mais gente que trabalho (pelo menos no armazém).

Estive também no programa de recolhas de roupas e aí, fiquei chocado e abandonei ao fim de pouco tempo.
As roupas eram divididas antes de serem armazenadas, em 3 grupos:

- Marcas
- Qualidade do tecido
- Velhas e danficadas

Os caixotes com marcas eram recolhidos por uma empresa privada e chegou a falar-se que eram vendidas a essa empresa e iriam para revenda. Caso que julgo ter sido confirmado e os gerentes substituídos. Nao acredito que hoje seja diferente.

Grande parte das outras, eram recolhidas por uma empresa que vim a saber, fabrica desperdício industrial. Ou seja, eram desfeitas para venda a empresas.

Calculo que nos anos 90, 1/3 das roupas iam para África e lá, havia outra selecção, também confirmada e pouco ou nada chegava ao destino.

Será diferente no banco alimentar? É que nos anos 90 o controlo era fraco e com facilidade eu poderia desviar um camião de leite, por exemplo.

afectado disse...

bruno fehr, durante o ano é capaz de ser tudo entregue. é que aí a comida que eles recebem é essencialmente a que está fora de prazo nos hipermercados (que por lei já não podem vender, mas que se for de um ou dois dias não faz mal a ninguém, e quem tem fome agradece). na altura do natal quando muita gente compra comida para contribuir, já não digo nada... pode muito bem haver gente a aproveitar-se!

I.D.Pena disse...

Sabes Afectado também tenho notado grandes falhas nessas instituições.

Acho que precisam de voluntários, mas não têm é meios , acho que é esse o problema... A falta de vontade também é medíocre, enfim ...concordo contigo.

Beijos

Cor do Sol disse...

Eu sou voluntária no banco alimentar em Braga (o armazém abriu no último ano) e realmente já existe muita gente. Não sei como fazem com as candidaturas, na altura à 5 anos pediram-me para ajudar, eu fui e nunca mais deixei. Eu acredito na causa :)

afectado disse...

idpena, se não têm meios para responder a uma candidatura, então que retirem o formulário da candidatura...

afectado disse...

cor do sol, eu também acredito na causa! infelizmente acredito que nem tudo estará a funcionar a 100%...

Manuela Sá Carneiro disse...

Experimenta contactar o BAcF em Braga, caso ainda estejas interessado... É so uma dica, gente boa por lá e com os neurónios todos...
MSC

afectado disse...

Manuela, eu candidatei-me mesmo para o de Braga...

E por saber de alguém que anda por lá e que é um exemplo como profissional e como pessoa para mim é que acho estranho este silêncio despropositado.

Manuela Sá Carneiro disse...

bem, entao se assim foi ja nao digo mais nada. Mas posso fazer aqui uma proposta? partindo do principio que sim, ela aqui vai: tenho eu um PROJECTO no Terreno, em cabo verde que se tem dedicado a tirar os miudos da rua e po-los a estudar. Nao é nenhuma associação pois como nao vivo lá nao poderia controlar os dinheiros e porque ACHO que sem burocracias a malta das duas uma: ou quer mesmo ajudar-me a mim e aos miudos ou então agradeço que pulem fora! bem, continuando, ja conseguimos tirar da rua cerca de 490 miudos que hoje estudam na ESCOLA KYM BARBOSA em SANTA MARIA DO SAL (qualquer duvida que tenham basta contactar a Prof^Maria Julia e perguntem a ela por mim que la eu sou conhecida como NANI). Continuando, a 06 de MARÇO vou para Cabo verde, desta vez à Boavista para montar la o PROJECTO. Desafio para ti/voces: querem ajudar-me a conseguir ate lá algumas borrachas, alguns lapis, material que seja facil de levar? O que prometo? fotografar TUDINHO para que vcs vejam o resultado das v/ ofertas. Alinham?
Manuela SC (Nani em Cabo Verde)

afectado disse...

manuela, não me quero comprometer e depois falhar porque não gosto de deixar pessoas penduradas. antes de me comprometer a ajudar-te teria que saber mais pormenores sobre o que poderia eu realmente fazer para te ajudar. se quiseres explicar isso, está à vontade!

de qualquer modo e independentemente disso, se quiseres, posso fazer um post ou "pendurar" no meu blog alguma publicidade à tua causa. pode ser que alguém se decida a ajudar (nem que seja a enviar-te os tais lápis, borrachas, etc...

Manuela Sá Carneiro disse...

Agradecia-te, então, essa ajuda para eu conseguir recolher alguns lapis, borrachas e materiais pequenos desse genero.
Bem Hajas :)
Manuela SC
(Braga)

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO