quarta-feira, outubro 15, 2008

André Sardet, o romântico incurável

Acho fenomenal alguém com idade adulta gostar de ouvir André Sardet. É verdade que poucas músicas ouvi dele, mas isso é assim porque as que ouvi já me causaram danos psicológicos ao ponto de ter medo do que me poderá acontecer se me aventurar por mais músicas dele. É lindo ver pessoas apaixonadas dedicarem uma música dele (por exemplo a feitiço ou a quanto gosto de ti... se os nomes não forem estes peço desculpa mas vão procurar porque as pesquisas que fiz já me deram vómitos). Das duas uma, ou são pessoas com um profundo mau gosto, ou então são pessoas que nem prestam atenção ao que estão a dedicar e a quem estão a dedicar (o que também é giro é a pessoa alvo da dedicatória ficar toda derretida por tamanha demonstração de amor... eu diria que é demonstração de burrice saloia, mas ok... isso sou eu a pensar alto). Assim como há filmes para maiores do que uma certa idade, também devia haver músicas para menores do que uma certa idade. As de André Sardet seriam certamente para menores de 13 anos. Aliás as letras parecem escritas por um pré-adolescente que a sua actividade mais significativa é estar agarrado a um computador e masturbar-se em frente ao mesmo ou em alternativa faze-lo enfiado na casa de banho. Por isso, André, amigo, peço-te.. continua a tua brilhante carreira musical (recheada de letras geniais) mas no estrangeiro... sei lá, tirando assim um país à sorte... Bangladesh?


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

7 Comentários:

Magnolia disse...

Não sei como o Edificio veio aqui parar. Não sei quanto tempo vai ficar. Mas sei de uma coisa. Aqui, o Edificio sente que está em casa. Porque basicamente dizes aquilo de que quem narra, sente exactamente. Finalmente alguém que tem a ousadia de dizer que o André Sardet escreve para garotos. Mais do que vómitos, mais do que danos psicológicos, há uma aterradora lavagem cerebral que as rádios ( incluindo essa medonha RFM ) fazem. Qual é o intuito de uma letra daquelas? E porquê repetir a música de outras músicas antigas que ele já fez? Concordo contigo quanto à ideia do miúdo a masturbar-se na casa de banho, mas pessoalmente, não foi assim que imaginei. Imaginei mesmo um tédio autêntico quando ele tentava escrever a letra. Imaginava ele a olhar a lua e a pensar que podia sair alguma coisa de romãntica. E agora que penso, imagino um garoto de 10 anos a dedicar a música à garota amada...E ainda assim, acho que é doentio. :)
Resumindo, acho que chegaste lá. Ao ponto fulcral. Sei que vais continuar e sei que vou gostar. Irei comentar a da RFM, porque simplesmente, já tive a mesma ordem de pensamento. Mas cada macaco no seu galho. Continua, parabéns!

Gi disse...

Magnolia há mais quem diga; tu é que não leste ;)

Então a última é mesmo de vomitar: "gosto de ti daqui até à lua"; aliás já postei sobre isto.

Agora, Afectado, não mandes o homem para o Bangladesh, que eu tenho lá família de quem gosto muito. ;)

afectado disse...

magnolia, fiquei meio embasbacado com o teu comentário... mas agora que já passou, já posso responder :)

Obrigado pelas palavras! Eu já fui parar ao Edificio há uns tempos atrás e passo por lá regularmente (por isso está na lista dos links).

Volta sempre, a porta está aberta...

afectado disse...

gi, o país de destino é irrelevante, desde que longe de Portugal e onde eu não conheça ninguém :)

vita disse...

loooool

Tu és mau..loool

Tens duas ou três músicas giras, mas aquilo é basicamente para adolescentes apaixonados, que é quase o mesmo que dizer, aquela fase tão parvinha..loool

Beijo nino

afectado disse...

vita, sempre disse que tenho mau feitio :)

a mim nem as letras fazem sentido... mas isso é a mim :P

Beijos

Cor do Sol disse...

Eu vivo um dilema muito grande. Detesto o homem, mas num momento crucial da minha vida uma musica dele estava a tocar no radio e agora nunca mais se vai despegar desse momento tao bom para mim. Raismeparta pah!!!

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO