terça-feira, janeiro 01, 2008

As vidas do vicio

Encostado ao muro que cerca a casa, está um senhor. Anda para a frente e para trás, num vai e vem vagaroso e as lágrimas escorrem do nada. "Aquele senhor é, de certeza, o pai de alguma rapariga que está lá em cima a drogar-se. Os pais são, sem dúvida, os mais atacados no meio disto tudo", confessa Hélder.

Este é o término de um texto de Ana Oliveira Rodrigues que aconselho a ler. Tem passagens que me fizeram sentir como se estivesse a visualizar a realidade (triste e lamentável) que se descreve.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

4 Comentários:

PsYcHo_MiNd disse...

Um flagelo que cada vez mais encontramos na nossa sociedade e que infelizmente não passa apenas de um livro! Uma possível boa proposta de leitura para este novo ano.

Rafeiro Perfumado disse...

Passo... tenho um ano inteiro para me convencer que a raça humana não tem salvação, deixa-me viver na ignorância mais umas horas, ok?

Nanamada disse...

Realmente é muito triste essa realidade. Infelizmente ja tive um irmão que foi levado pelo vício,mas graças a Deus saiu sem sequelas,mas o desgaste emocional que causou na época é inesquecível. Beijokas menino e mais uma vez feliz 2008

O Criminoso disse...

Em 2006 foi a Joana... em 2007 a Maddie... este ano vamos rezar pra que nenhuma criança desapareça no Algarve... é que eu já tou farto de ouvir falar em mães que não gostam das suas criancinhas... não querem filhos não fodam... aralho!

... isto tudo só para dizer bom ano... olha "BOM ANO".

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO