quinta-feira, agosto 12, 2010

Como saber se está na altura de mudar de emprego

A minha teoria é simples e dificilmente falhará. A base da ideia é que o trabalho, além de dar trabalho, também deve divertir pois é suposto estarem a fazer algo de que gostam, algo que vos realiza. A execução da teoria consiste em vocês se perguntarem com alguma regularidade (sem exageros) se ainda se estão a divertir. Quando a resposta for não, então é certo, comecem a procurar novo emprego, esse já só vos faz mal (excepção ao salário, óbvio). Quando a resposta for nim, deixem passar mais um tempo até se perguntarem novamente. Se derem essa resposta cinco vezes consecutivas, então também é melhor começarem a procurar novo emprego. Se a resposta for sim, aproveitem, nem todos se podem gabar do mesmo.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

7 Comentários:

Hélder Ferrão disse...

Meu caro afectado, este teu texto é a primeira coisa que "oiço" hoje que realmente faz sentido. Claro que este teu pensamento não se "aplica" apenas a um cenário de emprego; Serve também como reflexão para tudo aquilo que faz parte da nossa vida e a que dedicamos tempo, dedicação e esforço...
Abraço

Dylan disse...

Também há quem ganhe miseravelmente pouco mas que se sinta realizado.

Gravepisser disse...

É muito bonito, e faz muito sentido, quando nos podemos dar a esse LUXO... Coisa que, nos dias que correm, está ao alcance de muito poucos.
Tomara muita gentinha, tirar um ordenado mínimo, depois de passar 8, 10 ou 12 horas a dar no duro, sem nenhuma distracção ou alegria... E muitas vezes, nem isso se consegue.
Essa é a realidade do Portugal real, fora dos grandes centros, à qual assisto, tristemente, bem de perto...

Vani disse...

Concordo com a Gravepisser...mudar de emprego, para a maioria, é um luxo inacessível.

O que tb acontece é teres um emprego que te realiza mas cujas engrenagens estão podres. Ao fim de um tempo, aquilo que te dava gozo passa a dar-te dores de cabeça.

Mas estou nessa, quero mudar de emprego. A questão é...para onde? fazer o quê?...

Quidam disse...

Meu caro o emprego é apenas para ganhar dinheiro...SÓ! Porque é necessário para sobreviver. Para me divertir é depois, quando não estou a trabalhar, internem-me se eu adorar trabalhar!
Fala-vos um workwaholic...ergofóbico...

Ana disse...

E eu podia dizer tanta coisa sobre isto...

Trabalho, emprego, gostar, não gostar, querer sair, querer ficar, valer a pena, não valer a pena, suportar, acomodar, não poder arriscar... enfim, é a única dor de cabeça que tenho na vida e não vejo forma de resolver. A resposta (tendo em conta o teu post) eu sei bem qual é, não tenho qualquer dúvida. Mas tal como já disseram nos comentários anteriores, nem sempre nos podemos dar a esse luxo, principalmente quando se tem uma casa para sustentar sozinha. Não dá, simplesmente, para partir à aventura.

afectado disse...

hélder, exactamente. estive para fazer o post num âmbito mais largo, mas acabei por me ficar apenas no emprego.

dylan, claro que sim.

gravepisser, eu não disse para as pessoas se demitirem. disse sim para procurarem emprego noutros lados. que perdem em procurar? nada! que podem ganhar? no mínimo bem estar. mas é óbvio que há muitos casos (a maior parte provavelmente) de pessoas que por muito que procurem, só têm aquela alternativa.

vani, pode ser para fazer o mesmo. podes só estar cansada das pessoas com quem trabalhas...

quidam, se trabalhares no que gostas de fazer e te sentires realizado, o trabalho também te pode divertir.

ana, repito, não digo para se demitirem. claro que não, antes ter um que não agrada que nada. no entanto, que perdes em procurar noutros lados vistos estares mal no que te encontras agora?

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO