quarta-feira, março 10, 2010

O violador de Telheiras

Toda esta história do violador de Telheiras dá que pensar. E nem digo isso por ele ter violado 30 mulheres. Digo-o porque isto vem demonstrar que muitas vezes, quando julgamos conhecer alguém, na realidade podemos não conhecer nada. E não adianta ter certezas, aposto que a namorada com quem ele mantinha uma relação há 9 anos também as tinha... e que se alguém lhe perguntasse se o seu namorado seria capaz de violar 30 mulheres, ela diria prontamente que não levando inclusive a pergunta para o campo da ofensa. 9 anos é muita coisa, mesmo que ela fosse um bocado distraída, ele tinha que ser um mestre do disfarce. Para ela, ele era aquilo que ele queria que ela visse nele... algo muito diferente da realidade. E ela viu, durante 9 anos. Agora ela sabe que viveu uma realidade inventada, uma realidade que existia mas não era verdadeira.


Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

10 Comentários:

Poetic GIRL disse...

sabes também dei por mim a fazer a mesma pergunta. Como alguém que foi capaz de cometer estes actos violentos consegue disfarçar a ponto de a pessoa com quem vive não dar por nada? E a ideia de que os violadores são pessoas sexualmente frustradas é totalmente enganosa, note-se por este caso, com namorada há 9 anos devia ter uma vida sexual activa. Este caso veio mesmo mostrar que nem sempre as pessoas más ou perturbadas vêm de estratos da sociedade mais baixos. Por isso nunca chegamos a conhecer as pessoas que temos ao lado verdadeiramente... bjs

Miss Complicações disse...

No meio disto tudo, sinto-me consumida por um ódio tão grande que custa-me a crer que, a mulher, que dividiu a vida com ele durante 9 anos, ainda o vá visitar à prisão.
Nestas alturas só gostava que a justiça fosse feita a "olho por olho, dente por dente". Ela mete-lo a fazer o Interrail por estabelecimentos prisonais onde andaria sem protecção. Para facilitar a identificação tatuava-lhe na testa a palavra "violador". Isso sim, era justiça.

PS. E eu a pensar que os meus impostos andam a pagar a alimentação daquele filho da put@

afectado disse...

poetic, é sempre um risco, a ideia que fazemos das pessoas pode ser apenas uma grande ilusão...

afectado disse...

miss complicações, pois, isso é de facto estranho... mas se calhar ela ainda está tão atordoada com a história que até acredita que ele seja uma vitima no meio disto tudo.

Hysteria* disse...

E isto é das coisas mais revoltantes e cruéis. Gostava de perceber o que ela estas pessoas a agir assim! :S *

AUFDERMAUR disse...

Mas normalmente é sempre assim. Até com os serial killers, vê lá tu! Invariavelmente todas as pessoas que os rodeavam diziam isso! E alguns deles eram mesmo assim na sua vida quotidiana, quando matavam era como se tivessem outra personalidade!
No caso específico da namorada do violador de Telheiras será que ela foi mesmo enganada ou se deixou enganar? É que às vezes preferimos acreditar na versão que nos agrada mais. Eu também conheço uma pessoa que um dia, no meio de uma bebedeira, me disse que ela e os amigos tinham matado um homem. Não por prazer e ao calhas mas sim como vingança, a chamada justiça pelas próprias mãos. E no dia seguinte, já sóbria, essa pessoa disse-me que não tinha feito nada, que tinham sido os amigos, que tinha ficado no carro! E também me disse "Achas que eu era capaz de matar alguém?". E eu também lhe disse que achava que não e acredito que não porque me recuso a ver essa pessoa dessa maneira. Recuso-me e vou-me recusar sempre! Eu acredito que há sempre sinais só que há pessoas que acabam sempre por encontrar justificações para todos eles.

afectado disse...

hysteria, eu só sei o castigo que deviam ter!

afectado disse...

aufdermaur, eu não a crucifico por acreditar. até acho que pode ser normal ela não desconfiar de nada...

Pinkk Candy disse...

não sabia que a namorada o vai visitar à prisão, deve estar em estado de choque! ou então não, sabe-se lá, pode ser uma cúmplice! sim, já vi muitos filmes!

afectado disse...

pinkk, bem, se fosse cúmplice ficava estupefacto...

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO