terça-feira, dezembro 08, 2009

A Song for a Son

Estão de volta os The Smashing Pumpkins. A primeira música do álbum Teargarden by Kaleidyscope chama-se A Song for a Son e já se pode ouvir em muitos sites. Serão 44 (não me enganei, é mesmo 44) novas músicas que vão compor este álbum, e assim que forem lançadas será possível fazer o download grátis de todas (ou apenas daquelas que cada um quiser) no site oficial da banda, sem ser necessário qualquer tipo de registo. A não perder.



Nota: Assina o feed deste blog ou recebe todos os posts por email. Podes também acompanhar o blog no Twitter e no Facebook.

19 Comentários:

Vani disse...

Não serão os smashing pumpkins? :D

afectado disse...

vani, chiça, ainda o post estava a ser publicado já tu estavas a dar pela letra em falta! nunca pensei ter leitores tão em cima do acontecimento :P

Vani disse...

Já agora, que raio quer dizer isso? smashing pumpkins? já percebi que há alguma polémica em torno da tradução e que a culpa é de shakespeare, mas fiquei na mesma... :D

Vani disse...

LOOL, estava a fazer uma pausa :D e vinha ver se já tinhas mudado para outra coisa que não as mamocas da noiva anterior loool

afectado disse...

vani, a maior parte das pessoas diz que é os esmagadores de abóboras. contudo há quem defenda que é as abóboras esmagadoras. como não sou tradutor, não posso precisar qual está certo (apesar de me parecer que a segunda versão é a que está certa). chamemos o mourinho para nos dizer toda a verdade.

Pronúncia disse...

Olha, eu até ia comentar, mas comecei a ouvir a música e gostei...

E agora estou a ouvir outra vez...

Pronto, acabou.
Já posso continuar o comentário.
Quem é que está todo contente, quem é?!
Quem é que até já pediu este álbum ao Pai Natal, quem foi?! ;)

afectado disse...

pronúncia, não é necessário, quando saírem as músicas é só ir ao site deles e descarregar tudo :D

Pronúncia disse...

Eu sei, mas não é a mesma coisa...

Eu continuo a gostar de ter os originais dos álbuns/livros de que gosto... manias! ;)

afectado disse...

pronúncia, claro, eu percebo isso. mas neste caso vão sair 11 com 4 músicas cada. no fim do lançamento de todas, será lançada uma caixa de luxo com as 44. isto para sair em 11 é coisa para ser cara... se assim for, o dinheiro ficará comigo para, por exemplo, ir ver os pearl jam a lisboa :)

Calendas disse...

Quanto à polémica à volta do nome, só ocorre dizer que tudo depende do peso da abóbora. Se for como as mamocas do post anterior, serão, seguramente, as abóboras esmagadoras...

afectado disse...

calendas, gostei de ver essa ligação entre os dois posts... muito bem :)

Calendas disse...

Muchas gracias ;))

afectado disse...

calendas, de nada.

Vani disse...

E esmagando abóboras, não? :D

afectado disse...

vani, tem o the antes.

Gravepisser disse...

Estas abóboras já não são tão esmagadoras como antigamente, mas acredito que o Billy Corgan tenha conseguido superar os falhanços anteriores (Zwan), e por isso, aguardo com alguma expectativa (não muita) este novo registo, ou melhor, este novo bombardeamento de canções com que nos vai presentear, ainda para mais, de borla. Let's wait and see...

afectado disse...

gravepisser, seria quase um milagre serem tão esmagadores como nos 90's, contudo confio que isto vai ser bom. melhor que o zeitgeist promete ser...

Sara non c'e disse...

No meu caso é a perder. Não vou ouvir, na medida em que essa banda afirma ser os Smashing Pumpkins. Se os Pearl Jam acabassem e o Eddie Vedder fundasse uma banda com mais quatro morcões, eu não ia chamar-lhes Pearl Jam. Acho isso incorrecto, para não dizer outra coisa. Acho indecente que o Corgan tenha ido buscar uma mulher e um chinoca para ver se a coisa disfarçava, e agora outro baterista. Se isto são os smashing pumpkins eu sou a Ágata mas em morena...

desculpa o tom do comentário, mas magoa-me ver o nome dos smashing pumkins a ser usado e abusado por uma pessoa com ego demasiado grande...

afectado disse...

sara non c'e, não tens nada que pedir desculpa...

pois, percebo o que dizes. talvez a banda pudesse ter outro nome e assim não haveria essa imagem de usurpação da "marca" SP. mas se não estou em erro quando houve este regresso, não era só o billy corgan, o jimmy chamberlin também estava lá. e aí se calhar já não se punha em causa que usassem o nome da banda... e se aí não se punha em causa, teria lógica pôr agora que o segundo saiu? não sei, nem tão pouco sei como será isso tudo a nível legal.

contudo, com este ou com outro nome, gostei desta música. claro que não tem a magia que as dos 90's tinham, mas promete ser melhor que o zeitgeist.

Enviar um comentário

Comenta à vontade, estejas ou não de acordo com o que por cá é dito. No caso de te quereres armar em espertinho, lembra-te: "para parvo, parvo e meio". Bons comentários!

A afectar a blogosfera desde 1 de Maio de 2005. afectado@gmail.com

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO